Logo paivense
Logo paivense

11 contabilistas investigados por suspeitas de falsificação para aceder a apoios à covid-19

A Ordem dos Contabilistas Certificados revela que abriu inquéritos disciplinares a 11 profissionais por terem, alegadamente, cedido a pressões para falsificarem dados de facturação, de modo a permitir que empresas tivessem acesso às linhas de crédito do Estado no âmbito da pandemia de covid-19.

A revelação é feita pela bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), Paula Franco, em declarações à TSF e à Rádio Renascença.

“Foram encaminhados processos para o Conselho Jurisdicional, na parte disciplinar, daqueles que tivemos conhecimento que cederam”, aponta Paula Franco, notando que “foram cerca de 11” os casos detectados.

A OCC já tinha denunciado a existência de situações em que alguns Bancos estariam a pressionar contabilistas para que “dessem um jeitinho” nas declarações sobre a facturação das empresas, de modo a permitir o acesso às linhas de crédito com a garantia do Estado.

Paula Franco sublinha que a OCC também apresentou queixa no Ministério Público, mas a bastonária refere que “as pressões continuam”.

“Esperemos que com uma avaliação séria do Ministério Público estas situações comecem a deixar de ser uma questão”, acrescenta.

A bastonária também nota que estão em causa contabilistas “que foram substituídos por outros que cederam a essa pressão, quando o contabilista original não cedia“.

“Se existirem realmente provas dessas situações serão aplicadas sanções aos contabilistas que o fizeram”, promete ainda Paula Franco.

A bastonária aproveita para notar a gravidade da situação pelo facto de as linhas de apoio à covid-19 serem financiadas “com dinheiros públicos, isto é, as garantias são do Estado”.

“Somos todos nós que, se estes contribuintes não cumprirem as suas obrigações, vamos pagar”, conclui.


Fonte: ZAP