Logo paivense
Logo paivense

A água é diferente de outros líquidos e os cientistas descobriram finalmente porquê

A água é um líquido muito estranho, já que se comporta de maneira diferente de outro qualquer. Agora, uma equipa de cientistas pensa ter descoberto porquê: o arranjo das suas moléculas é o culpado.

Um dos aspetos mais estranhos da água é a sua densidade incomum. Normalmente, os líquidos tornam-se cada vez mais densos à medida que são arrefecidos, mas a água atinge a sua densidade máxima aos 4 graus Celsius.

Abaixo desta temperatura, é menos densa, principalmente quando se torna gelo, aos 0 graus Celsius. O gelo é menos denso do que a água e é por esta razão que o gelo flutua e que corpos de água congelam de cima para baixo.

A água tem também uma tensão superficial muito alta – além do mercúrio, tem a tensão superficial mais alta de todos os líquidos. Além disso, a água tem também um ponto de ebulição muito alto, e o facto de muitas substâncias químicas se dissolverem nela também é algo muito peculiar, se a compararmos com outros líquidos.

Para compreender estas diferenças, os cientistas precisaram de se aprofundar a nível molecular. Tanto à temperatura ambiente como em forma de gelo, a água tem um arranjo tetraédrico de moléculas, o que significa que cada molécula de água está ligada a outras quatro moléculas, em forma de pirâmide irregular.

Cientistas da Universidade de Bristol e da Universidade de Tóquio usaram um supercomputador e modelagem computadorizada para realizar algumas mudanças na natureza de pirâmide das moléculas de água.

Através destes ajustes, conseguiram fazer a água comportar-se como outros líquidos, como tornar o gelo mais denso do que a água líquida, por exemplo.

De acordo com a equipa de cientistas, esta técnica funcionou em todas as peculiaridades da água, indicando assim que as propriedades anómalas da água são um resultado direto do seu arranjo molecular. Os resultados foram publicados na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

“Através deste procedimento descobrimos que o que faz a água comportar-se de forma anómala é a presença de um arranjo molecular muito particular, como o tetraédrico”, explica o autor principal, John Russo, ao ScienceAlert.

No entanto, sem água e sem as suas particularidades, a vida como a conhecemos não seria possível. A sua baixa densidade é o motivo pelo qual a água se expande quando congelada, o que permitiu, por sua vez, moldar o nosso planeta, por exemplo. Além disso, a água, da forma como ela é, consegue dissolver nutrientes essenciais à nossa sobrevivência.

Fonte: ZAP