Logo paivense
Logo paivense

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação.

Em causa está a ilha de Oahu, a mais populosa do Hawai e onde se localiza a sua capital, Honolulu, frisa a emissora norte-americana CBS News.

De acordo com a nova investigação, levada a cabo por cientistas da Universidade do Havai em Manoa e cujos resultados foram publicados na revista Scientific Reports, a ilha de Oahu pode perder 40% das suas praias até 2050 devido à subida do nível das águas do mar.

Face à subida das águas na costa da ilha, as praias devem “migrar terra dentro”, caso contrário, ficarão submersas pela água, de acordo com o estudo.

De acordo com os cientistas da Universidade de Manoa, endurecimento da linha da costa – através da construção de estruturas como paredões – interrompe a migração da praia para o interior, expondo a areia à erosão e condenando a praia à inundação à medida que o nível do mar continua a subir.

“Determinamos que quase 30% de todo o literal arenoso de Oahu já está endurecido, enquanto os outros 3,5% se qualificam para as respetivas licenças e obras que serão realizadas”, explicou Tiffany Anderson, co-autor da nova investigação.

“À medida que o nível da água sobe, os outros 8% da costa correm o risco de endurecer, [o que fará] em meados do século que quase 40% das praias arenosas de Oahu estejam potencialmente perdidas, dando lugar a costas endurecidas”.

Um estudo anterior elaborado pela mesma universidade dava já conta que as estruturas criadas para proteger a costa da subida das águas podem acelerar a erosão, tendo previsto ainda que quase 40 quilómetros de praias de Oahu podem desaparecer se as práticas e construções levadas a cabo não forem alteradas.

Os cientistas responsáveis pelo novo estudo lamentam ainda que os próprios sistemas jurídicos de proteção das terras públicas sejam responsáveis ​​por destruí-las, aplicando a “política preferencial” de endurecimento do litoral.

“As praias são ecossistemas cruciais para plantas e animais nativos, oferecem proteção contra tempestades, são um ambiente cultural essencial e atraem turistas, que são importantes para a economia atual do Hawai”, rematou Kammie Tavares, autora principal do estudo.