Logo paivense
Logo paivense

Antibiótico para a artrite manchou os olhos de um norte-americano de azul

Um norte-americanos, de 70 anos, viu os seus olhos ficarem completamente manchados de azul, graças a um antibiótico para a artrite inflamatória.

Olhos azuis são muito comuns, mas a parte branca dos nossos olhos – a esclera – nunca muda de cor, quer tenhamos olhos azuis, castanhos ou verdes. Foi este o motivo que levou um indivíduo de 70 anos a ir ao médico: a sua esclera ficou totalmente manchada azul.

De acordo com o seu relatório médico, embora não apresentasse dor nem visão embaciada, no ano passado, o branco dos olhos foi ficando gradualmente azulado.

Os médicos testaram a sua visão, juntamente com outros indicadores de saúde ocular, e os resultados foram todos normais. Mas o branco dos seus olhos era, de facto, uma cor azulada, assim como partes de suas orelhas, assinala o relatório, publicado recentemente no New England Journal of Medicine.

O motivo para os seus olhos (inteiramente) azuis estava, por incrível que pareça, dentro do armário onde o homem guardava os seus medicamentos.

Aos médicos, o indivíduo disse que estava a tomar um medicamento chamado Minociclina para o tratamento da artrite inflamatória já há 15 anos. A Minociclina é um antibiótico normalmente usado para tratar infeções bacterianas, mas como tem efeitos antinflamatórios, é também usada no tratamento da artrite reumatóide (um tipo de artrite inflamatória), segundo o American College of Rheumatology.

Um efeito colateral da Minociclina é que, se usado por muito tempo, pode causar descoloração da pele, orelhas, unhas, dentes, gengivas, cicatrizes e, sim – da parte branca dos olhos ou esclera.

O co-autor do relatório, Rony Sayegh, professor assistente de oftalmologia da Faculdade de Medicina da Universidade Case Western Reserve, em Cleveland, disse que nunca viu um caso de descoloração da esclera devido à Minociclina.

Não está claro o quão comum é este efeito colateral. Um estudo de 2016, com cerca de 300 pacientes, constatou que cerca da metade dos participantes apresentava alguma descoloração da pele (hiperpigmentação) após cinco anos de utilização de Minociclina. Mas apenas 3% dos participantes tinham descoloração do branco dos olhos.

No entanto, é desconhecida a forma exata de como a Minociclina leva à descoloração dos tecidos. Ainda assim, acredita-se que um metabólito, ou subproduto, do medicamento pode formar “complexos insolúveis” com melanina que se depositam nos tecidos do corpo. A descoloração pode ser permanente ou desaparecer com o tempo.

Os médicos aconselharam o homem a parar de tomar Minociclina para ver se a descoloração dos olhos melhorava. Mas, um ano depois de interromper a medicação, os médicos não viram melhoras na descoloração da esclera.

Fonte: ZAP