Logo paivense
Logo paivense

Crónica: As condutas na ponte velha. Contributos para história.

Onze anos é muito tempo, mas mais vale tarde que nunca. Finalmente as AdPaiva vão cumprir parcialmente o que prometeram. Em 2007, quando uma parte substancial da freguesia de Pedorido nao tinha abastecimento de água (muitos já se esqueceram) conseguimos que as AdPaiva colocassem uma instalação provisória.

Encetamos negociações com a empresa para resolver o problema em definitivo, tentando aproveitar a verba que eles tinham para ajudarem a recuperar a Ponte Velha.

Usamos na altura o Editorial do Boletim Municipal para explicar aos Pedoridenses o que estávamos a fazer.

Agora parte da promessa das AdPaiva vai ser cumprida, a outra tenho dúvidas, e passa pelo restauro da chamada Ponte Velha. Isto porque no protocolo que se tinha preparado no final do mandato a que presidi, 2005-2009, íamos conseguir arranjar dinheiro para recuperar esta Ponte.

Agora resta procurar outras fontes de financiamento para recuperar a Ponte e acima de tudo, resolver o problema dos mais de 18 cms de afastamento que se registam na junta de dilatação do lado norte.

O relatório da inspecção ao local feito na época por uma empresa da especialidade levou-nos como o mesmo sugeria interromper o trânsito de veículos.

Os pilares estão bem, mas o tabuleiro não. Os responsáveis da Câmara Municipal sabem disso. Os editais foram na época colocados. Felizmente poucos carros circularam lá nestes 10 anos.

O actual responsável da Protecção Civil Municipal deverá inteirar-se bem deste processo, para que não haja surpresas no futuro. Ainda estão vivas e bem vivas as duas pessoas que entregaram na CM a peça de ferro com muitos kilos que caiu da Ponte abaixo, no lado sul.

Estou como sempre estive disponível para colaborar e em devido tempo dei conta desta situação ao Actual Executivo. Que tudo corra pelo melhor.

Paulo Teixeira


Em crónicas e poemas – Espaço livre para publicações de crónicas e poemas. Os textos não são editados nem alterados.

Tens uma crónica ou um poema? Enviem-nos para info@paivense.pt ou por mensagem em nossa página no Facebook