Logo paivense
Logo paivense

Bancos pagam cada vez mais juros a clientes no Crédito à Habitação

A descida consecutiva da Taxa Euribor está a aumentar o número de clientes de Bancos que estão a receber o pagamento de juros no âmbito de contratos de Crédito à Habitação. Só na Caixa Geral de Depósitos (CGD) duplicou o número de clientes nestas condições.

“No final de 2019, a CGD tinha 30.362 contratos de Crédito à Habitação em que, por efeito da descida da Taxa Euribor, a taxa anual nominal (TAN) era negativa (quando o indexante é tão negativo que anula o spread definido pelo banco)”, como reporta o Expresso que teve acesso a dados do Banco público.

Estão em causa contratos alusivos a dívidas de 2,2 mil milhões de euros quando em Agosto de 2018, os clientes na mesma situação tinham dívidas globais de 1,3 mil milhões. Portanto, verifica-se uma “quase duplicação”, como avança o semanário.

Os números de BCP, Novo Banco, BPI e Santander não são conhecidos porque estas entidades bancárias recusaram-se a revelar dados ao Expresso, mas o provável é que a tendência de crescimento dos clientes compensados com juros se tenha também verificado.

O Novo Banco não conseguiu aplicar de forma imediata a Lei da Taxa Euribor negativa que foi aprovada em Julho de 2018, devido ao seu impacto “nos processos informáticos, operativos, contabilísticos e de reporte”. Mas a entidade assegura que, nesta altura, o problema já foi resolvido.

“No final de 2019 foram reprocessadas as prestações dos contratos com taxas negativas, corrigindo as mesmas, com datas-valor desde a entrada em vigor da Lei – 19 de Julho de 2018″, refere a entidade em nota ao Expresso, garantindo que “o Novo Banco já tem o tema ultrapassado de forma automatizada”.

Fonte: ZAP

Últimas Notícias 

Redes social da paivense