Logo paivense
Logo paivense

“Bazuca” dá mais mil milhões para “revolução” nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma “revolução” que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto.

O dinheiro vindo da União Europeia para responder à crise provocada pela pandemia de covid-19 vai permitir reforçar em cerca de mil milhões de euros os investimentos nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto no que toca à mobilidade sustentável.

A informação é avançada pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, citado pela TSF. O Governo apresenta hoje os valores finais do Programa Nacional de Investimentos 2030 para a próxima década.

A Área Metropolitana de Lisboa vai ter um investimento de 2.300 milhões de euros nos próximos dez anos, dos quais 719 milhões vão para a rede de metro. Na Área Metropolitana do Porto, o investimento chega aos 1.350 milhões de euros, com 1.176 milhões a irem para o metro.

Enquanto em Lisboa estão previstos mais nove quilómetros de metropolitano, no Porto esperam-se mais 28 quilómetros de linha.

Matos Fernandes explica que inicialmente estavam previstos cerca de 2.000 milhões de euros, mas que com a “bazuca” europeia foi possível aumentar o investimento.

Para a capital portuguesa, explica o governante, está ainda prevista a construção de um comboio entre Odivelas e Loures, a extensão do elétrico ou o prolongamento da rede do Metro Sul do Tejo. Matos Fernandes garante que estamos perante uma “revolução” que vai mudar muito a circulação das pessoas nas duas regiões.


Fonte: ZAP