Logo paivense
Logo paivense

BCE quer criar uma “Amazon” para o crédito malparado

depotkonto-de / Flickr

Banco Central Europeu (BCE)

O Banco Central Europeu (BCE) está a planear lançar para toda a zona euro um mercado online no qual qualquer investidor pode procurar e adquirir dívidas problemáticas detidas pelos bancos.

O Banco Central Europeu (BCE) está a estudar formas de permitir vendas de ativos tóxicos de forma mais cómoda, digital e com menores custos para o setor, avança o ECO. O objetivo é a criação de um “banco mau” digital, uma espécie de “Amazon” de malparado para facilitar a venda destes créditos tóxicos por parte dos bancos.

O banco liderado por Christine Lagarde quer evitar que grandes fundos de investimento especializados neste tipo de negócio, como o Lone Star ou o Cerberus, continuem a comprar a preços de saldos e em pacote o crédito malparado.

“A ideia é abrir o mercado a compradores de pequenas carteiras, ao estilo do que se faz na Amazon ou no eBay. Isto pode fazer com que o mercado mexa”, explica Edward O’Brien, fonte oficial do BCE, citado pelo CincoDías.

Neste mercado podem vir a ser colocadas carteiras de valores de 10 milhões de euros, que podem atrair outro tipo de investidores, permitindo a que sejam vendidas com descontos menores.

A proposta será apresentada esta sexta-feira aos governos europeus.


Fonte: ZAP