Logo paivense
Logo paivense

Buscas na Câmara de Oeiras por suspeitas de corrupção e abuso de poder

A Câmara de Oeiras foi, esta quarta-feira, alvo de buscas no âmbito de uma investigação sobre tráfico de influência, corrupção passiva e ativa, participação económica em negócio e abuso de poder.

Segundo uma nota divulgada no site da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), “foram emitidos e cumpridos hoje mandados de busca à Câmara Municipal de Oeiras“, no distrito de Lisboa, e “não houve lugar à constituição de arguidos” durante a operação, encontrando-se o processo em segredo de justiça.

“Nestas operações foram apreendidos documentos de índole contabilística e outras mensagens de correio eletrónico necessários à produção de prova”, refere a nota.

A Câmara de Oeiras foi alvo de buscas “no âmbito de um inquérito em que se investigam os crimes de tráfico de influência, corrupção passiva e ativa, participação económica em negócio e abuso de poder“, referiu ainda a PGDL.

O inquérito está a ser dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra, da Comarca de Lisboa Oeste, coadjuvado pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária.

A Câmara de Oeiras é presidida pelo independente Isaltino Morais, que voltou à liderança do município em 2017, após a gestão do executivo ter estado a cargo do também independente Paulo Vistas.

Fonte: ZAP