Logo paivense
Logo paivense

Cães detetam Covid-19 com 94% de precisão

Os cães altamente treinados demonstraram uma taxa de precisão de 94% na deteção de casos da covid-19.

No treino é usada saliva de pessoas infectadas e os cães passam a conseguir detetar o odor presente nas células.

Países como os Estados Unidos, França e Finlândia já estão a usar a ajuda destes cachorros em diversas situações, seja em recintos desportivos e até aeroportos. Nestes casos, os cães detetam o vírus através da transpiração.