Início Castelo de Paiva Município de Castelo de Paiva apresenta as novas Salas do Futuro dos...

Município de Castelo de Paiva apresenta as novas Salas do Futuro dos Agrupamentos Escolares

COMPARTILHAR
Apresentação das Salas do Fututo

O Município de Castelo de Paiva apresentou hoje, no âmbito Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar, que está a ser desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, as duas Salas do Futuro localizadas nos Agrupamentos Escolares existentes no concelho, espaços avançados de aprendizagem, equipados com robótica, ecrãs interactivos, impressora 3D, mesa interactiva, tablets, equipamentos de fotografia e vídeo, uma espécie de “laboratório para dinamizar a aprendizagem e inovação”, conforme destacou na sua intervenção o edil paivense, Gonçalo Rocha.

     Os dois espaços lectivos, designados “Salas do Futuro”, ficam localizados na Escola Secundária e outro na Escola Básica 2.3 do Couto Mineiro do Pejão, e são inspirados em soluções tecnológicas modernas que já existem noutros países europeus e entram funcionamento a partir desta semana, representando um investimento de 400 mil euros, dos quais 15% do investimento é suportado pelo orçamento municipal.

     Na cerimónia de apresentação pública, realizada em ambos os agrupamentos escolares, para além do presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, estiveram presentes o presidente da Assembleia Municipal, Gouveia Coelho, os Vereadores António Rodrigues, José Manuel Carvalho e Manuel Junot, o Secretário Executivo da CIM do Tâmega e Sousa, Telmo Pinto, para além de Beatriz Rodrigues e Emília Silva, directoras dos Agrupamentos Escolares, autarcas locais, representantes das Associação de Pais e Encarregados de Educação, professores e outros responsáveis escolares.

     As salas agora inauguradas estão equipadas com mobiliário escolar, mesas e cadeiras com design e cores diferentes do tradicional, quadros interactivos, carros de carregamentos para dispositivos electrónicos, ecrãs de visualização de conteúdos multimédia, computadores portáteis e mobiliário específico para 30 alunos desenvolverem técnicas de aprendizagem no âmbito das novas tecnologias, tudo desenvolvido para que haja uma grande interactividade tecnológica entre alunos e professores, melhorando a qualidade do ensino e potenciado o sucesso escolar, possibilitando boas condições de aprendizagem e que todos tenham um percurso escolar mais enriquecedor.

Interação com os alunos

     Nas sua intervenções, o presidente Gonçalo Rocha lembrou os grandes objectivos deste projecto educativo financiado pelo Quadro Comunitário 2020, como grande aposta no combate ao insucesso escolar e a criação de boas condições de aprendizagem, com recurso a ferramentas tecnológicas de ultima geração que estão associadas ao desenvolvimento escolar, reforçando a importância do projecto e o seu impacto no processo pedagógico, por permitir igualdade de oportunidades, possibilitando que, alunos de meios rurais que nem sempre têm facilidade de acesso às tecnologias mais avançadas, tenham agora essa possibilidade de melhorar a sua aprendizagem.  

Aluno demonstra interesse pela robótica

     Beatriz Rodrigues, directora do Agrupamento de Escolas de Castelo de Paiva, agradeceu o investimento realizado, evidenciando a igualdade de oportunidades na dinâmica de aprendizagem, com ferramentas tecnológicas importantes que ficam disponíveis para todos os alunos do agrupamento, possibilitando um melhor nível de ensino e relevando o interesse em se continuar a investir na educação, como a melhor arma para ajudar ao conhecimento e a melhorar o Mundo.

     Por sua vez, Emília Silva, directora do Agrupamento de Escolas do Couto Mineiro do Pejão, elogiou este projecto educativo, agradecendo a todos os envolvidos na sua concretização, reforçando o seu interesse no combate ao insucesso e abandono escolar, e no contributo que vem dar à melhoria do ensino, deixando uma palavra de agradecimento ao Prof. Rui Pereira que nesta escola tem coordenado com sucesso esta área das novas tecnologias e incentivado um alto nível de aprendizagem, complementando este projecto com outras valências ao nível do vídeo, fotografia, cinema e impressão 3D, capacitando os alunos para novas experiencias e conhecimentos mais profundos nestas áreas.

     Telmo Pinto, Secretário Executivo da CIM do Tâmega e Sousa, falou num investimento de quase 8 milhões de euros na implementação deste projecto nos diversos municípios da comunidade, da importância de tirar bom proveito destas ferramentas tecnológicas, possibilitando uma melhor preparação dos alunos para a vida futura e, não deixou de lançar o desafio, de abrir a escola à comunidade, incentivando que estas Salas do Futuro estejam à disposição de todos.    

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

16 + twenty =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.