Os peixes-pedra já eram uma espécie de meter medo no mundo aquático, agora a situação piorou: além de serem o tipo mais venenoso de peixe que conhecemos, têm vários espinhos afiados nos olhos.

Os cientistas descobriram que o peixe-pedra, o tipo de peixe mais venenoso do mundo, é ainda pior do que se imaginava: têm o que é basicamente um osso que imita um canivete localizado sob as cavidades oculares.

Os investigadores nomearam esse osso de “sabre lacrimal“. Os peixes-pedra usam vários músculos e ossos, incluindo os circum-orbitais, maxilares e mandíbulas adutoras, para controlar este perigoso mecanismo.

Todo o grupo é chamado escorpeniformes, uma vez que os ossos sob os olhos se ligam ao esqueleto branquial. “Os músculos estão presos ao esqueleto das guelras, daí toda a força que faz com que o sabre lacrimal seja aberto“, disse o cientista William Leo Smith, da Universidade do Kansas, nos EUA.

Normalmente, tal como um canivete, o osso fica “guardado” confortavelmente contra o rosto do peixe-pedra. Contudo, pode despontar para fora como um bigode mortal.

A existência do sabre lacrimnal não é, até certo ponto, uma novidade. O que o novo estudo conduzido por Smith, e publicado na revista Copeia em fevereiro, notou foi o grande número de modificações que permitem que esses peixes tenham esses apêndices.

O cientista descobriu o mecanismo estranho dos sabres há 15 anos, enquanto dissecava um peixe da espécie Paracentropogon longispinis. Desde então, tem sido um longo caminho para confirmar como funciona e para encontrar todos os peixes que possam possuir esse recurso.

Graças à sua pesquisa, que compreende toda a evolução do organismo de defesa, a definição de peixe-pedra agora inclui um número de outros tipos de peixes. Smith e a sua equipa analisaram geneticamente 113 características morfológicas e 5.280 características moleculares de 63 espécies de peixes-pedra.

“Cada espécie de peixe-pedra (da família Synanceiidae) que examinei tem os sabres lacrimais e define esse grupo da mesma forma que um mamífero é definido pelas glândulas mamárias”, explicou Smith.

Ao rever a definição dessa família, os peixes-pedra transformaram-se num grupo muito maior de organismos, que agora inclui peixes-veludo (Aploactinidae), peixes-vespa (Tetrarogidae), peixes-proa (Zaproridae), entre outros.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

fifteen − 7 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.