Início Ciência Odeia ter de trabalhar muito cedo? A ciência está do seu lado

Odeia ter de trabalhar muito cedo? A ciência está do seu lado

Vamos diretos ao assunto: começar o trabalho cedo pode ser mau para a sua saúde. Quem o diz é um novo estudo.

A Universidade de Surrey, em Inglaterra, e a Universidade Northwestern, nos EUA, informam que os noctívagos estão a colocar a sua saúde em risco com noites tardias e com inícios de dia bem ‘prematuros’.

Já é sabido que a falta de sono pode causar doenças cardíacas, mas as descobertas mais recentes dizem que o sono insuficiente resultante de adormecer a altas horas da noite também pode resultar em problemas de saúde mental e diabetes, além do consumo não saudável de álcool e drogas.

As taxas de mortalidade também foram 10% maiores em corujas noturnas do que aquelas que gostam de ir para a cama cedo.

O Independent relata que os investigadores disseram que os patrões devem permitir horários de trabalho flexíveis para que os funcionários possam começar e terminar mais tarde.

“Esta é uma questão de saúde pública que não pode mais ser ignorada”, disse Malcolm von Schantz, professor de cronobiologia da Universidade de Surrey. “Devemos discutir a possibilidade de permitir que as noites comecem e terminem o trabalho mais tarde, quando for prático. E precisamos de mais pesquisas sobre como podemos ajudar os tipos de noite a lidar com o maior esforço de manter o relógio do corpo sincronizado com a hora do sol”.

O estudo analisou os hábitos de sono de 433 mil pessoas e e acompanhou a sua saúde durante seis anos e meio. Enquanto os seres humanos evoluíram para dormir de acordo com o ciclo dia-noite, cada pessoa tem uma predisposição individual para dormir as horas de acordo com fatores ambientais e genéticos conhecidos como “cronotipo”.

“Corujas noturnas a tentar viver num mundo matinal podem ter consequências para a saúde dos seus corpos”, disse Kristen Knutson, co-autora e professora associada de neurologia da Feinberg School of Medicine da Northwestern University.

“Se pudermos reconhecer que esses cronotipos são, em parte, geneticamente determinados e não apenas uma falha de caráter, os empregos e as horas de trabalho poderiam ter mais flexibilidade para as corujas”.

“Não devem ser forçadas a levantar-se para um turno das 08h00. Façam com que os turnos de trabalho correspondam aos cronotipos das pessoas”, apelou aos empregadores.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

one × 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.