Início Ciência Macarena pode ajudar a salvar vidas (e é a ciência que o...

Macarena pode ajudar a salvar vidas (e é a ciência que o diz)

Um estudo recente comprovou que a música “Macarena” tem o beat ideal para uma boa performance de reanimação cardiopulmonar.

O ritmo de 103 batidas por minuto da dança clássica dos anos 90 “Macarena” é a velocidade perfeita para a realização de reanimação cardiopulmonar (CPR). O recente estudo vai ainda mais longe e sustenta que poderia até ajudar a salvar vidas.

“É a música mais famosa da Espanha, e provavelmente uma das mais conhecidas do mundo. A batida do refrão da música é de 103 bpm, um ritmo correto para a execução da taxa de compressão”, afirmou Enrique Carrero Cardenal, da Universidade de Barcelona, ao The Guardian.

Na experiência, realizada por médicos da Universidade de Barcelona, participaram 164 estudantes, divididos em três grupos. O primeiro grupo fazia a reanimação cardiopulmonar às batidas de um metrónomo, o segundo grupo deveria agir ao som da “Macarena” e o terceiro era o grupo de controlo.

Dois minutos depois desde o início da experiência, os especialistas analisaram os resultados dos três grupos. Os estudantes que utilizaram as batidas do metrónomo atingiram o sucesso em 91% dos casos, os que procederam ao som da “Macarena” em 74%. O grupo que não usou qualquer apoio conseguiu “salvar” o doente em apenas 24% dos casos.

Os autores do estudo defendem que, mesmo que o uso do metrónomo tenha demonstrado uma maior eficácia, nem sempre é fácil conseguir este instrumento. Por contraste, toda a gente conhece a música da dupla espanhola Los Del Rio, pelo que o hit dos anos 90 pode mesmo salvar a vida de alguém.

A técnica pode ser um salva-vidas em várias situações, incluindo um ataque cardíaco ou um afogamento. O objetivo é manter o sangue oxigenado a fluir para o cérebro mesmo depois de a respiração ou o batimento cardíaco terem parado.

Os resultados foram apresentados no Congresso Europeu de Anestesiologia 2018, na Dinamarca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

9 + four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.