A Terra  a Estação Espacial Internacional vão estar à distância de um elevador. Uma equipa de investigadores está preparada para dar início, já este mês, ao primeiro teste do tão esperado projeto do elevador espacial.

Uma equipa, composta por investigadores  da Universidade Shizuoka e outras instituições, no Japão, vai conduzir já este mês os primeiros testes de um protótipo de um projeto destinado a construir o tão esperado “elevador espacial“, que irá ligar a Terra à Estação Espacial Internacional (EEI).

O objetivo não passa apenas pelo transporte de carga para o espaço, mas também de pessoas, como um substituto viável ao uso de foguetões.

Para isso, os cientistas querem experimentar e observar como se comportam as peças mecânicas envolvidas num projeto desta dimensão fora da atmosfera e da gravidade da Terra. Assim, irão reproduzir o sistema em miniatura e testá-lo no Espaço.

E já há data marcada: 11 de setembro. A próxima terça-feira será marcada não por uma tragédia, mas pelo envio de dois microsatélites para a Estação Espacial Internacional, tão pequenos que cada um mede apenas 10 centímetros. Depois, serão enviados para o espaço pelos astronautas da EEI, ligados um ao outro por um cabo de aço de 10 metros.

Esta é a primeira experiência deste tipo a ser conduzida no espaço e deve servir para a condução de uma análise dos vários desafios que se colocam no estabelecimento deste elevador. Fatores esses que se prendem com a necessidade de um cabo muito resistente, ou de uma estrutura capaz de evitar a colisão com detritos espaciais, por exemplo.

A estrutura deve ainda ser suficientemente resistente  para suportar a incidência de raios cósmicos. Até ao momento, um dos componentes mais aptos são os nanotubos de carbono, adianta o CanalTech.

No entanto, mesmo que esta missão seja um sucesso, ainda vai demorar bastante tempo até que um projeto idêntico possa ser reproduzido em larga escala.

Kenn Brown / Mondolithic Studios.

Elevador Espacial, conceito artístico

Mesmo assim, e ainda que sejam os primeiros passos de um grande projeto, esta é mais uma das importantes antecipações científicas de Arthur C. Clarke. O inventor e escritor britânico de ficção científica descreveu o “elevador espacial” na sua premiada novela The Fountains of Paradise.

No seu romance de 1978, o premiado autor previu que engenheiros iriam construir um elevador espacial no topo de uma montanha, na ilha fictícia de Taprobana, um dos primeiros nomes do Sri Lanka. A estrutura gigante iria então ligar a superfície da terra a um satélite geo-estacionário.

Clarke sonhava alto demais, mas a verdade é que conseguiu acertar mais uma vez. Não sabemos se teremos de esperar pelo século XXII para poder ir de elevador até ao espaço, mas, onde quer que se encontre, podemos tranquilizar o autor: sim, os primeiros passos estão (mesmo) a ser dados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

sixteen + three =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.