Northern Emporium Project

Uma equipa de arqueólogos encontrou num assentamento viking de Ribe, na Dinamarca, três pingentes de chumbo com a cruz cristã que datam de 800 d.C. Segundo os cientistas, os primeiros cristãos na sociedade dinamarquesa apareceram várias gerações antes do que se pensava.

“Isto é algo novo na história do cristianismo na Dinamarca. Costumámos pensar que foi Harald Bluetooth que cristianizou os dinamarqueses por volta de 960 d.C., mas isto demonstra agora que os habitantes de Ribe usavam amuletos cristãos 150 anos antes”, explicou à Danish Radio o professor Soren Sindbek, da Universidade de Aarhus.

Os três amuletos encontrados pelos arqueólogos estão decorados com cruzes em forma de “X”, também conhecidas como cruzes de Santo André, e presentes, por exemplo, na bandeira da Escócia e no emblema da Marinha russa.

Sindbek explicou que este tipo de cruz era muito comum naquela época, especialmente nos territórios que hoje em dia ocupam a França e Alemanha, na Europa central, povos que já se tinham convertido ao cristianismo. “Entretanto, acredita-se que o povo dinamarquês ainda venerava os deuses da mitologia nórdica”, acrescentou.

Nos últimos 14 anos, a equipa de arqueólogos da Universidade de Aarhus juntou-se a investigadores do Museu do Sudoeste da Jutlândia para esclarecer a história antiga de Ribe, fundada no início da Era dos Vikings.

Os amuletos foram encontrados num local onde existia uma ferraria na época. Os cientistas encontraram também os moldes com que foram forjados os pingentes de chumbo. A descoberta sugere que os dinamarqueses produziam amuletos cristãos em grandes quantidades e que o cristianismo já contava com um grande número de seguidores.

Por que são os amuletos de chumbo e não de ouro de algum metal precioso, especialmente considerando que estes metais são muito comuns na joalharia dos vikings? Segundo o cientista, a resposta está relacionada com o simbolismo cristão. “No dia do juízo final, não se poderia usar bijuteria ostensiva que pudesse denotar riqueza ou vaidade“.

Os amuletos encontrados são ainda mais antigos do que o crucifixo viking descoberto quase por acaso em abril de 2016, por um amador com um detetor de metais. A cruz de ouro maciço que mostra Jesus com os braços abertos poderá ser o crucifixo mais antigo até agora encontrado na Dinamarca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

four × 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.