Início Ciência Descoberto túmulo intacto de sacerdote real no Egipto

Descoberto túmulo intacto de sacerdote real no Egipto

COMPARTILHAR

Mohamed Hossam / EPA

Os arqueólogos encontraram um túmulo perfeitamente conservado, com mais de 4 mil anos , na região da necrópole de Saqqara perto do Cairo.

Segundo o ministro das Antiguidades do Egito, Khaled El-Anany, durante a apresentação da descoberta arqueológica, o túmulo pertence a um sacerdote real chamado Wahtye, que viveu nos tempos da quinta dinastia do Antigo Egipto, cerca de 2504-2347 anos a.C.

Anany explicou que o túmulo descoberto está excecionalmente bem preservado e pintado, com paredes decoradas com cenas coloridas, que mostram o sacerdote real “Wahtye” com a sua mãe, esposa e família, bem como vários santuários com grandes estátuas coloridas do sacerdote e dos seus familiares.

“É uma das mais belas e significativas descobertas feitas em 2018 graças à sua pintura colorida, esculturas e ao facto de ter sido encontrada intacta“, anunciou o ministro.

O secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades e chefe da missão de escavação, Mostafa Waziri, disse que a missão descobriu a fachada do túmulo durante a sua segunda temporada de escavações em novembro, mas não conseguiu entrar naquele local porque as portas estavam fechadas.

Waziri acrescentou que as paredes do túmulo abrigam uma série de pinturas coloridas, que mostram o nome da mulher do sacerdote real chamada “Weret Ptah”, e muitas cenas que apresentam “Wahtye” com a sua mãe chamada Merit Meen e a sua família, além de cenas retratando a fabricação de cerâmica e vinho, ofertas religiosas, apresentações musicais, barcos à vela, fabricação de móveis funerários e caça.

Dentro do túmulo, há 18 nichos que exibem 24 grandes estátuas coloridas escavadas na rocha, que representam o proprietário e membros da família. A parte inferior do túmulo contém 26 nichos com 31 estátuas de uma pessoa que ainda não foi identificada. Waziri assumiu que essa pessoa poderia ser o padre ou um membro da sua família.

O diretor-geral do sítio arqueológico de Saqqara, Sabry Farag, disse que o túmulo descoberto abriga uma sala retangular de aproximadamente 10 metros de comprimento, 3 metros de largura e cerca de 3 metros de altura, com um porão no final do túmulo. Há ainda cinco fossas funerárias, bem como duas portas falsas, uma pertencente a Wahtye e a outra à sua mãe.

No conjunto arqueológico de Saqqara, nos arredores da capital egípcia, há uma necrópole antiga, cujos primeiros enterramentos remontam à primeira dinastia dos faraós (séculos XXXI — XXIX a.C.). Um dos mais famosos monumentos de Saqqara é a Pirâmide de Djoser ou pirâmide dos degraus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

twenty − nine =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.