Início Ciência Fezes de veado e chinelos de pombo. Médicos do século XVII receitavam...

Fezes de veado e chinelos de pombo. Médicos do século XVII receitavam “curas” para cônjuges adúlteros

COMPARTILHAR

Cônjuges adúlteros, doenças venéreas e demónios preenchem as páginas de dois recém-digitalizados livros astrológicos com 400 anos de idade.

Os livros pertenceram ao astuto astrólogo e curandeiro Simon Forman, que viveu entre 1552 e 1611 na Inglaterra, e o seu protegido, Richard Napier. Forman e Napier eram astrólogos, um papel que incluía a prestação de cuidados de saúde no início do período moderno.

“Entendeu-se que os movimentos celestes influenciavam as vidas humanas e corpos através de raios ocultos, assim como aceitamos que a lua afeta as marés”, disse Lauren Kassell, historiadora da Universidade de Cambridge, num artigo que acompanha a publicação online. “Astrólogos como Forman entenderam como as forças funcionavam.”

Os indivíduos ofereciam curas aos aflitos que podiam variar de sangria a “chinelos de pombo” – ou um pombo inteiro com um fenda aberta usado em cada pé.

Forman nasceu em Wiltshire e estudou astrologia e medicina na Universidade de Oxford. Sobreviveu à peste em 1592, o que reforçou a sua reputação como curandeiro. Seis anos de anotações do caso de Forman, tomadas entre 1596 e 1603, sobreviveram. Agora, todas as notas, constituindo 80 mil casos, estão disponíveis online.

Os livros são pesquisáveis ​​por data, praticante, sintomas do paciente e outros fatores, alguns relacionados aos traços de personalidade mais desagradáveis ​​de Forman – como a tendência de se envolver com os seus pacientes.

Forman era um narcisista desagradável, disse Kassell ao Live Science. O astrólogo frequentemente tentava seduzir os seus pacientes e pouco do seu trabalho resiste às noções modernas de ética médica.

Mas as anotações são um tesouro de informações sobre as preocupações médicas e pessoais típicas da época. Alguns são trágicos, como é o caso de Alice Woodward, de 38 anos, de Stoke Hammond, que Napier atendeu devido à sua oitava gravidez. Todas as gravidezes prévias de Woodward, com exceção de uma, tinham terminado em nado-mortos ela temia a feitiçaria.

Outros casos apresentam contos sórdidos. John Wilkingson, de 28 anos, de Olney, veio a Napier com um caso de gonorreia, que o homem passou a uma mulher casada. Wilkingson, descrito por Napier como “uma pessoa imunda”, também urinava sangue urinar devido a uma lesão na uretra.

As doenças venéreas também pareciam estar difundidas, com muitos casos falando sobre o que foi chamado de “doença francesa”, de acordo com a BBC. Um paciente que sofria de “varíola, com furúnculos e comichão” foi prescrito uma combinação incluindo rosas, violetas, caranguejos cozidos e fezes de veado.

(dr) Wellcome Collection

Simon Forman nasceu em Wiltshire e estudou astrologia e medicina na Universidade de Oxford

Forman e Napier consultaram mapas astrológicos em busca de respostas para os seus pacientes e também prescreviam “tratamentos” no momento. De acordo com o arquivo, a sangria era uma opção comum, embora o par também prescrevesse remédios à base de plantas, incluindo o tabaco.

Alguns tratamentos eram particularmente desagradáveis, incluindo a ingestão do crânio em pó de um homem morto ou o toque da mão de um homem morto. Em vários casos, os astrólogos recomendaram que a pessoa afligida cortasse os corpos de dois pombos e usasse as carcaças em cada pé. Muitos dos tratamentos eram tóxicos, incluindo compostos que continham mercúrio.

Muitas das doenças trazidas a Napier e Forman não eram físicas, mas mentais. Em 168 casos, os pacientes eram suicidas ou tinham morrido por suicídio. Às vezes, os problemas eram atribuídos a bruxaria ou demónios.

Forman foi banido da prática médica pela Companhia de Cirurgiões-barbeiros e fez algumas passagens na prisão por negligência médica antes de recuperar a licença para praticar medicina na Universidade de Cambridge. Morreu em 1611, deixando para trás uma série de anotações rabiscadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.