Início Ciência Crew Dragon. Já se sabe o que causou a misteriosa explosão da...

Crew Dragon. Já se sabe o que causou a misteriosa explosão da nave da SpaceX

COMPARTILHAR

SpaceX / Flickr

Cápsula Dragon vai ser enviada para Marte, lançada da Terra pelo foguetão Falcon Heavy

A NASA e a SpaceX explicaram, finalmente, o motivo da explosão da nave espacial Crew Dragon. Apesar de terem sido divulgadas imagens da explosão, nenhuma das agências explicou as razões do desastre.

As imagens da nave espacial Crew Dragon a explodir durante um teste na plataforma de lançamento correram as redes sociais em abril. A SpaceX confirmou que um dos seus foguetões explodiu num misterioso acidente, mas não revelou o que aconteceu especificamente.

Apesar de nenhuma das agências ter comentado o sucedido na altura, tanto a NASA como a SpaceX explicam agora que a explosão foi causada por um incêndio de titânio.

Crew Dragon Anomaly/Static Fire Test Explosion

On April 20th, an anomaly was reported during a Crew Dragon static fire test. This video was leaked on Twitter of the event and shows an explosion that appears to completely destroy the spacecraft. It’s understood that this was the same capsule that flew during DM-1 and was going to launch during the in-flight abort (IFA) test later this year. At this time we aren’t sure how much this will impact SpaceX’s Commercial Crew schedule, but we assume there will be some substantial delays as they investigate the issue and work on replacing this capsule.The video has been confirmed by many credible sources. Despite its extremely low quality, some (like Scott Manley) are analyzing this footage to speculate where the anomaly originated.We posted the Twitter link to this video last night, but had gotten a few requests to post the video on here for easier viewing/sharing. ⚠️ This video contains strong language ⚠️Video from @Astronut099 on Twitter(https://twitter.com/Astronut099/status/1119825093742530560)

Publicado por Launch360 em Domingo, 21 de abril de 2019

A investigação interna sugere que a explosão foi provocada pelo sistema de pressurização da nave espacial.

De acordo com o chefe da missão da SpaceX, Hans Koenigsman, e com a gerente da equipa comercial da NASA, Kathy Lueders, o componente de titânio de uma válvula de retenção falhou devido a um derrame de um oxidante líquido – o tetróxido de azoto (NTO) – o que causou uma ignição dentro da válvula de retenção e depois a explosão.

A SpaceX revelou que a reação entre o titânio e o tetróxido de azoto, quando submetidos à alta pressão, “não era esperada”.

“O titânio tem sido usado com segurança ao longo de muitas décadas e em muitas naves espaciais de todo o mundo. Mesmo assim, o teste e a anomalia [verificada] forneceram informações preciosas. As aprendizagens retiradas deste teste – e de outros [realizados] durante a nossa extensa fase de testes – permitirão melhorar ainda mais a segurança e a confiança nos veículos aéreos do SpaceX”, afirmou Hans Koenigsman, citado pela Visão.

“A comunicação com a NASA foi boa. A comunicação com o público (contribuintes) não foi”, explicou Jim Bridenstine, administrador da NASA, através do Twitter, acrescentando que irá entrar em vigor um novo procedimento, de modo a “fornecer o máximo de informação ao público, o mais rapidamente possível”.

Conforme explica o ScienceAlert, o objetivo é que os detalhes da ocorrência e a explicação do sucedido sejam transmitidos “em poucas horas”, em vez de meses, no caso de uma possível anomalia.

Ambas as agências recusaram-se a responder se os testes iriam continuar e qual foi o impacto da explosão da Crew Dragon.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

five × two =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.