Início Ciência NASA descobriu local da queda da sonda indiana Vikram na Lua

NASA descobriu local da queda da sonda indiana Vikram na Lua

ISRO

A sonda lunar indiana Vikram (ilustração)

Um satélite da agência espacial NASA descobriu o local do impacto da sonda indiana Vikram, que caiu a 07 de setembro quando tentava alunar, de acordo com fotografias divulgadas na segunda-feira pelos cientistas.

O Centro Goddard da NASA publicou fotografias captadas em outubro e novembro, nas quais os cientistas distinguiram alguns traços do impacto e destroços projetados em redor, devido à violência do choque, noticiou a agência Lusa.

A NASA (National Aeronautics and Space Administration) é uma agência do Governo Federal dos Estados Unidos (EUA), responsável pela pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e programas de exploração espacial.

A olho nu é difícil ver nas fotografias a prova do impacto, mas a NASA encontrou, escondidos nos ‘pixels’ das imagens, uma vintena de destroços e alguns lugares mostram perturbações no solo lunar.

NASA

Local de colisão da Vikram com a Lua

A Índia lançou a missão Chandrayaan-2 a 22 de julho deste ano. Após ter lançado o módulo lunar Vikram na sua atribulada viagem em direção à superfície do satélite, a sonda indiana de 3,8 toneladas irá permanecer durante um ano numa órbita circular de 100 quilómetros em torno da Lua.

Os especialistas admitem que a nave que transportava a sonda possa ter descido mais depressa do que o calculado, acabando por pousar de forma brusca no solo lunar. Seguiu o trajeto calculado até aos últimos segundos da viagem, mas quando estava prestes a alunar perdeu todas as comunicações com a terra.

Apesar do desfecho da missão Chandrayaan-2, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi assegurou que o país vai continuar a investir no seu programa especial. Os cientistas “deram o seu melhor” e deixaram o país orgulhoso. “Estes são momentos para sermos corajosos e corajosos seremos”, afirmou Modi.

A primeira missão da Índia à lua foi realizada em 2008. Entre 2013 e 2014, o país colocou um satélite em órbita ao redor de Marte, tendo esta sido a sua primeira missão interplanetária.

O Vikram tinha como missão explorar o planalto localizado entre as crateras Manzinus-C e Simpelius-N para tentar encontrar os depósitos de água detetados pelas missões orbitais que a agência espacial indiana realizou anteriormente.

Mas a missão deu problemas desde o início: foi abortada uma hora antes do lançamento e só dias mais tarde os especialistas conseguiram corrigir os problemas técnicos e enviar a nave para a lua.

Depois da Rússia, EUA e China, a Índia seria o quarto país a alunar uma sonda. Israel também fez uma tentativa falhada em abril deste ano. Depois da ‘Chandrayaan-2’, a Índia pretende também tornar-se o quarto o país a enviar humanos ao espaço, missão que pretende realizar até 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

eighteen − seventeen =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.