Início Ciência A mais famosa pedra rúnica dos Vikings mostra que já se temia...

A mais famosa pedra rúnica dos Vikings mostra que já se temia uma catástrofe climática

A preocupação com as questões ambientais e com a crise climática mundial não é tão atual como se pensa e, no passado, até os próprios Vikings temiam uma catástrofe climática.

Investigadores analisaram uma pedra rúnica criada por Vikings, que acreditam tratar-se de um reflexo do medo que tinham da repetição de uma crise climática fria na Escandinávia. O estudo foi publicado este mês na revista científica Futhark: International Journal of Runic Studies.

Aliás, a pedra rúnica analisada não é uma qualquer. É a mais conhecida e talvez uma das mais difíceis de interpretar: a pedra rúnica de Rök.

“A chave para desbloquear a inscrição foi a abordagem interdisciplinar. Sem as colaborações entre análise textual, arqueologia, história das religiões e runologia, seria impossível resolver os enigmas da pedra rúnica de Rök”, disse o autor do estudo Per Holmberg, citado pela Europa Press.

A nova interpretação dos investigadores nórdicos sugere que a inscrição rúnica consiste em nove enigmas. A resposta a cinco deles é “o Sol”. Outro é um quebra-cabeças que pergunta quem estava morto, mas agora vive novamente. Os outros quatro são sobre Odin e os seus guerreiros.

“A elite poderosa da Era Viking via-se como uma garantia de boas colheitas. Eles eram os líderes do culto que mantinham juntos o frágil equilíbrio entre luz e escuridão. E, finalmente, em Ragnarök, eles lutariam ao lado de Odin na batalha final pela luz“, explicou o investigador Olof Sundqvist.

O estudo explica ainda como a Escandinávia sofreu uma catástrofe climática com temperaturas médias mais baixas, colheitas fracas, fome e extinções em massa.

“Antes de a pedra rúnica de Rök ser erguida, ocorreu uma série de eventos que devem ter parecido extremamente sinistros: uma poderosa tempestade solar coloriu o céu em tons dramáticos de vermelho, as colheitas sofreram com um verão extremamente frio e mais tarde ocorreu um eclipse solar logo após o amanhecer. Mesmo um desses eventos teria sido suficiente para aumentar o medo de outro Fimbulwinter [um sinal do fim do mundo na mitologia nórdica]”, disse Bo Gräslund, coautor do estudo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × three =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.