Início Ambiente Mapa mostra queda abrupta da poluição na Península Ibérica

Mapa mostra queda abrupta da poluição na Península Ibérica

Um mapa desenvolvido por uma equipa da Universidade Politécnica de Valencia, em Espanha, mostra a diminuição da poluição do ar na Península Ibérica em 10 dias.

Com as fábricas encerradas, menos automóveis nas estradas e as pessoas em casa, as cidades chinesas começaram a verificar uma clara diminuição da poluição, num país muito afetado pela poluição atmosférica e sonora.

Agora, com a mudança do epicentro da pandemia de Covid-19 da China para a Europa, também o continente europeu atravessa a mesma fase de diminuição da poluição.

O ABC revelou, esta quarta-feira, um mapa desenvolvido a partir de um estudo da Universidade Politécnica de Valencia, em Espanha, no qual é possível observar, através de dados de satélite, a queda abrupta da poluição na Península Ibérica no espaço de apenas dez dias, ou seja, desde que as medidas de confinamento começaram.

Em Lisboa e no Porto, mantêm-se focos claros de poluição, assim como em Madrid e Barcelona, no caso da vizinha Espanha. Ainda assim, os níveis de dióxido de carbono (CO2) são claramente inferiores.

O ABC apresenta os dados espanhóis e refere que os movimentos de acesso às grandes cidades caíram em 64% e as viagens de longo curso diminuíram em quase 62%. Isto motivou uma quebra de poluição, em termos gerais, de cerca de 83%.

Elena Sánchez-García, investigadora do Centro de Tecnologias Físicas da Universidade Politécnica de Valencia, explicou que, “tal como se comprovou no caso de Wuhan, na China, ou no norte de Itália, o nosso estudo constata como as medidas de confinamento e redução da atividade económica se traduziram numa clara diminuição da contaminação atmosférica”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 + 15 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.