Início Ciência Sintomas da doença de Lyme podem ser perigosamente confundidos com covid-19

Sintomas da doença de Lyme podem ser perigosamente confundidos com covid-19

Fernando Otalora-Luna / University of Richmond

Alguns dos sintomas característicos da doença de Lyme podem ser confundidos com covid-19. Isto pode trazer sérias consequências devido ao diagnóstico tardio da doença.

Quando doenças semelhantes a uma gripe se desenvolvem em pessoas que passam o tempo ao ar livre em áreas onde carraças são comuns, doenças transmitidas por carraças, como a doença de Lyme, devem ser consideradas um provável culpado.

No entanto, neste verão, o surgimento global do novo coronavírus está a apresentar um novo conjunto de desafios para o diagnóstico da doença de Lyme e de outras doenças transmitidas por carraças.

A doença de Lyme compartilha uma série de sintomas com a covid-19, incluindo febre, dor e calafrios. Qualquer pessoa que confunda a doença de Lyme com covid-19 pode, sem saber, atrasar o tratamento médico necessário, e isso pode levar a sintomas graves e potencialmente debilitantes.

À medida que avançamos da primavera para o verão e para o período de pico da atividade de carraças em grande parte do Hemisfério Norte, o tempo passado ao ar livre aumentará, assim como o risco de doenças transmitidas por carraças.

Nalguns casos, existem sintomas principais de uma doença transmitida por carraças que podem ajudar no diagnóstico. Por exemplo, a doença de Lyme precoce é comummente associada a uma erupção cutânea em expansão. 70% a 80% dos pacientes apresentam este sintoma.

No entanto, outros sintomas da doença de Lyme – febre, dores de cabeça e no corpo e fadiga – são menos distintos e podem ser facilmente confundidos com outras doenças, incluindo a covid-19. Isto pode dificultar o diagnóstico de um paciente que não notou uma erupção cutânea ou não sabia que alguma vez tinha sido mordido por uma carraça. Como resultado, os casos da doença de Lyme podem ser diagnosticados incorretamente.

Se a doença de Lyme é identificada e tratada rapidamente, duas a quatro semanas de antibióticos geralmente podem derrubar a Borrelia burgdorferi, a espécie de bactéria que a causa.

Mas atrasos no tratamento da doença de Lyme podem levar a sintomas mais graves e persistentes. Se a doença de Lyme não for tratada, podem ocorrer problemas neurológicos e cognitivos e problemas cardíacos potencialmente fatais, e pode surgir uma artrite dolorosa muito mais difícil de tratar.

Relatórios recentes sugerem que a vida selvagem tornou-se mais ousada nesta primavera, vagueando pelos subúrbios e cidades onde o tráfego de pessoas e veículos é reduzido por causa da covid-19.

As mudanças no comportamento da vida selvagem e no uso do habitat podem afetar as doenças transmitidas por carraças. Por exemplo, veados-de-cauda-branca são hospedeiros importantes para várias espécies de carraças que picam seres humanos no leste da América do Norte. Assim, mais veados em torno das casas e vizinhanças podem levar a mais carraças que têm a probabilidade de morder seres humanos.

As pessoas devem estar cientes das atividades que podem expô-las às carraças, e os médicos devem considerar a possibilidade de doenças transmitidas por carraças, especialmente devido à possível sobreposição de sintomas com a covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

11 + seventeen =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.