Cientistas sugerem que medir a temperatura corporal à entrada de espaços fechados pode ajudar a propagar o novo coronavírus. Apenas 28% dos casos confirmados em Portugal apresentaram febre como um dos sintomas.

A medição da temperatura corporal à entrada de espaços públicos está a tornar-se cada vez mais comum devido à pandemia de covid-19. Aliás, a própria Direção-Geral da Saúde recomenda que empresas, estabelecimentos comerciais e outros espaços fechados o façam para impedir a propagação do novo coronavírus.

No entanto, cientistas sugerem que esta prática pode, pelo contrário, ajudar a covid-19 a espalhar-se, escreve o Popular Science.

“Nunca houve dados quem mostrem que isto impediu qualquer transmissão [da covid-19]”, diz Eric Topol, vice-presidente executivo da Scripps Research. “A medição da temperatura não tem valor. Deveria ser abandonada”.

A Scripps Research é uma instituição norte-americana de investigação médica sem fins lucrativos que se concentra na pesquisa e educação nas ciências biomédicas.

A ideia de medir a temperatura corporal para filtrar pessoas contaminadas data da epidemia de SARS, na viragem do milénio. A sua utilidade ainda é debatida, apesar de a temperatura corporal ser um indicador confiável, já que pelo menos 86% dos infetados apresentava febre como sintoma.

“As medições de temperatura são baratas, fáceis e rápidas de executar, e realizaram muito bem a triagem para o SARS 1 em 2002/2003”, disse Mara Aspinall, professora da Universidade Estadual do Arizona, à Popular Science por email.

Todavia, a situação acaba por ser diferente com o SARS-CoV-2, o vírus causador da covid-19. Aspinall explica que este coronavírus apresenta diferenças importantes “que tornam as verificações de temperatura quase inúteis”.

Em Portugal, apenas 28% dos casos confirmados apresentaram febre como um dos sintomas da doença, revela o boletim epidemiológico desta quarta-feira da Direção-Geral da Saúde.

Aliás, até mesmo os pacientes que eventualmente apresentam este sintoma são frequentemente contagiosas antes de se verificar o aumento da temperatura corporal.

A medição de temperatura também pode ser ineficaz particularmente durante o inverno, quando o vírus da gripe, que conta com a febre como um dos sintomas, é mais comum. Além disso, pode dar uma sensação de falsa segurança às pessoas.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

eight − 6 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.