A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos.

A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um tratamento eficaz, cabe aos cidadãos protegerem-se com o uso de materiais de proteção, medidas de higiene e comportamentos de distanciamento social.

Para dar uma ajuda, a NASA desenvolveu o PULSE, um dispositivo 3D com um sensor de proximidade que é ativado sempre que o utilizador aproxima as mãos do rosto, emitindo uma vibração para lembrar que não deve tocar na cara. O dispositivo tem como objetivo evitar uma potencial infeção.

À medida que aproxima as mãos do rosto, a vibração emitida pelo dispositivo vai aumentando a sua intensidade, de modo a evitar que o utilizador leve as mãos aos olhos, nariz ou boca, caso tenha tocado numa superfície infetada.

A equipa do Laboratório de Propulsão a Jato explica que o dispositivo é gratuito e pode ser reproduzido por qualquer pessoa, independentemente do seu nível de conhecimento na área. Para tal, a agência espacial disponibilizou uma lista de instruções e peças necessárias para produzir o colar.

“Idealmente, esperamos que o público desenvolva este conceito e faça com que seja facilmente distribuído”, explicou o Instituto de Tecnologia da Califórnia, que acolhe o laboratório.

O projeto é uma tentativa de acompanhar os esforços das autoridades sanitárias, mas não dispensa a “lavagem das mãos, o distanciamento social e o uso de máscara”. Para enfrentar o novo normal, todas as ajudas para travar e impedir novas cadeias de transmissão são bem-vindas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × three =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.