Especialistas espanhóis defendem que uma boa higiene oral ajuda a travar a covid-19, uma vez que o novo coronavírus se concentra inicialmente no nariz e boca, sendo também expelido através destas vias.

“Na fase inicial da infeção, o vírus está concentrado principalmente no nariz, boca, garganta e laringe, o que explicaria a sua grande capacidade de contágio quando é expelido em grandes concentrações pelo nariz e pela boca, ao falar, tossir ou espirrar”, disse o médico periodontista Miguel Carasol, que é também coordenador dos grupos de trabalho da Sociedade Espanhola de Periodontologia (SEPA), em entrevista à Infosalus.

Reconhecendo que os cientistas estão gradualmente a conhecer a doença provocada por este vírus (covid-19), o especialista frisa que, a nível oral, a sua presença foi detetada na saliva e na língua, onde existem muitos recetores aos quais se ancora o vírus.

Por isso, defende Carasol, “manter uma boca saudável e ter uma higiene oral adequada, incluindo a escovar da língua (…) é muito importante para diminuir a carga viral”.

“É evidente que não impedirá a infeção pelo vírus, mas quanto menor for a presença [do vírus] no organismo, e quanto mais saudável [for o corpo], melhor poderão atuar as defesas. São medidas que se somam à lavagem frequente das mãos ou ao uso de máscaras individuais de proteção”, completou.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 531 mil mortos e infetou mais de 11,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Em Portugal, morreram 1.614 pessoas das 43.897 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 5 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.