Logo paivense
Logo paivense

Crédito para comprar carro bate novo recorde

Portugueses devem 6,1 mil milhões de euros em crédito automóvel, o valor mais alto desde, pelo menos, 2009.

O crédito automóvel não pára de acelerar. Segundo o Diário de Notícias, as famílias portuguesas devem 6,1 mil milhões de euros neste tipo de empréstimo, o valor mais alto desde, pelo menos, 2009, data dos dados mais antigos divulgados pelo Banco de Portugal.

Nos primeiros nove meses de 2018, o stock de crédito automóvel aumentou 790 milhões de euros, a maior subida anual desde que o supervisor divulga os dados. O matutino adianta que estes valores incluem empréstimos para a compra de carros novos e usados.

Entre janeiro e setembro o número de famílias com dívidas para compra de carro aumentou em cerca de 65 mil, sendo que há mais de 830 mil pessoas que têm crédito automóvel, o valor mais alto desde 2011.

Por sua vez, a aceleração no crédito automóvel tem ajudado o mercado: até setembro, foram vendidos 182 mil ligeiros de passageiros novos, uma subida de 6,5% face ao mesmo período do ano anterior, de acordo com os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Além do número, os portugueses estão também a pedir mais por cada crédito. Em média, avança o DN, cada contrato de crédito automóvel pressupõe um valor em dívida de 7.367 euros, o mais alto desde o início da série estatística do Banco de Portugal. No final de 2017 o montante médio em dívida era de 6.975 euros.

Fonte: ZAP