Logo paivense
Logo paivense

Crónica: Em 1984, Antero Gaspar, presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, editava o 1ºboletim municipal.

Em 1984, Antero Gaspar, presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, editava o 1ºboletim municipal.

Nessa primeira edição, o jovem presidente chamava a atenção para a necessidade de ser construído no município um circuito de manutenção, escrevia, Antero, não se pode pensar só em futebol.

Tinha razão Antero Gaspar, Castelo de Paiva, muito teria a beneficiar se tivesse construído essa infraestrutura, pena que o presidente, com ideias, tenha perdido essa primeira edição do boletim municipal.

No pretérito domingo, Castelo de Paiva, foi tomada de assalto por largas centenas de “escanzelados” atletas que emprestaram um aspecto diferente ao  tranquilo lugar de Gração, agitando-o. Centenas, sim, centenas de pessoas invadiram o pacato lugar, trazendo-lhe cor, alegria, urbanidade, como é apanágio nas reuniões de atletismo.

Ficou patente a força da modalidade, deu até para que alguém perguntasse; Castelo de Paiva, já, gosta mais de atletismo do que de futebol?

Não, não gostará, mas pelas evidências justifica-se que o atletismo seja olhado de forma pragmática, é politicamente correcto avançar, urgentemente, com o polo de apoio à modalidade, é necessário seguir a razão e a razão tem que desassossegar quem, mesmo vendo os grandes cometimentos, protele, vá avançando com ideias avulsas, não se comprometendo com prazos, não dizendo não, contudo não avança, porque vai faltando tesão político, aquele tesão capaz de fazer inseminar a barriga desta terra que a ficar prenhe dessa opção ficaria mais justa, mais equilibrada.

Manuel Vieira 


Em crónicas e poemas – Espaço livre para publicações de crónicas e poemas. Os textos não são editados nem alterados.

Tens uma crónica ou um poema? Enviem-nos para info@paivense.pt ou por mensagem em nossa página no Facebook