Início Crónicas Crónica: os fazedores do embuste são embusteiros

Crónica: os fazedores do embuste são embusteiros

Crónica de Manuel Vieira. O conteúdo do texto é de única e exclusiva responsabilidade de seus autores.

COMPARTILHAR

A comunicação adquiriu nos últimos tempos importância desmedida, obrigando o legislador a adquirir novas ferramentas de forma a evitar que os crimes entrem em estádios incontroláveis.

Este movimento centrífugo tem levado a que estejamos em permanente desassossego, ainda agora, ao ouvirmos o ministro dos negócios estrangeiros a falar de conceitos democráticos ficamos desconfiados de que cátedra está ele a falar, a que legitimidade se está a referir, apetecendo perguntar-se-lhe se o voto bom vem dos melhores votantes , os mais esclarecidos, ou se é aquele que convém em certo momento.

Fui acostumado a ouvir de que a democracia não é perfeita, sendo contudo o modelo mais perfeito, esta subjectividade, contudo, coloca-me perante esta certeza: os fazedores do embuste são embusteiros.

Manuel Vieira 


  • Espaço livre para publicações de crónicas e poemas. Os textos não são editados nem alterados.
  • A responsabilidade pelo texto aqui redigido é inteiramente do autor e seu envio é registado via assinatura digital. 
  • Tens uma crónica ou um poema? Enviem-nos para info@paivense.pt ou por mensagem em nossa página no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

four × three =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.