Início Cultura Os D’Alma unem a poesia com o melhor do pop rock português

Os D’Alma unem a poesia com o melhor do pop rock português

Os D'Alma

A banda de pop rock D’alma tem trazido uma proposta musical diferenciada e está a destacar-se na cena da música portuguesa. Utilizando um registo diferente do habitual e melodias com uma sonoridade pop/rock, os D’Alma perpetuam os grandes poetas lusófonos em suas canções.

A grande lista de poetas que tiveram textos transformados em canções pelos D’Alma é extensa: Florbela Espanca, Fernando Pessoa , Sebastião da Gama, Mário de Sá Carneiro,  Miguel Torga , Luis Vaz de Camões, Sofia de Mello Breyner, António Aleixo , Joaquim Pessoa, Antero de Quental, Pedro Chagas Freitas, Raul Minh’alma, Agustina Bessa Luís e até mesmo José Saramago Prémio Nobel da Literatura.

Segundo os integrantes da banda, o objectivo principal dos D’Alma é unir culturas diferentes com a poesia através da música. Além dos poetas portugueses, a banda traz em suas melodias versos de grandes escritores do Brasil, como Machado de Assis e Olavo Bilac, de Moçambique Mia Couto, de e de Angola Isabel Ferreira. Este objectivo bem definido é muito criativo, sensível e enriquecedor. 

Da escrita de cada poema foi criado pelo compositor Joaquim C. Silva uma musicalidade  própria, transformando-o com a sua própria alma: “Cada tema representa a individualidade e unicidade existente em cada um de nós. A magia das palavras com a música”, referiu Joaquim.

Trajectória

Em Outubro 2012, os D’Alma entraram em estúdio e gravaram o primeiro Álbum, lançado no dia 13 de Novembro de 2013 e lançado pela Editora Vidisco. O concerto de lançamento do primeiro trabalho, intitulado “D’ALMA”, aconteceu no dia 6 de Dezembro 2013 no teatro Rivoli, no Porto.

Em março de 2014, os D’Alma levaram suas canções até Angola, em um concerto que lhes trouxe o reconhecimento internacional na comunidade lusófona.

No dia 27 de maio 2016, a banda lança um novo álbum pela editora Farol: ” Caminho D’Alma”, como consequência do primeiro trabalho e do reconhecimento do público e da crítica especializada.

No dia 12 Dezembro 2017  foi lançado novo álbum “Melodias do teu poema” pela Editora XIU Distrirecords”.

Os D’Alma na Televisão

O tema original “Todas as Cartas de Amor são Ridículas ”, com base no poema de Álvaro de Campos, que é um heterónimo de Fernando Pessoa, fez parte da banda sonora da telenovela Belmonte da TVI,  que foi originalmente transmitida do dia 22 de Setembro de 2013 a 5 de Setembro de 2014.

A banda já fez diversas participações nas principais estações de televisão do país, como RTP1, SIC e TVI. Recentemente, em junho deste ano, apresentaram seu novo single “Não sei quantas almas tenho” em direto pela RTP1 no programa Aqui Portugal, apresentado por Hélder ReisJoana Teles e Catarina Camacho.

Os D’Alma na RTP1

Os D’Alma pelo mundo

No dia 26 de Setembro de 2016 em parceria com o Instituto Camões – Instituto da Cooperação e da Língua na Divisão de Acção Cultural Externa, foi divulgado através da sua rede um projecto dos D’Alma a nível Mundial nas embaixadas Portuguesas, a transmitir essa sensibilidade para o mundo.  

O álbum ‘Caminho D’Alma‘ tem a participação especial do compositor brasileiro Michael Sullivan, que é o autor da música do tema “O Amor é Lindo”, cantado em dueto com Joaquim C. Silva, que compôs a letra.

Michael Sullivan é um dos maiores compositores e produtores musicais brasileiros de sempre, e já trabalhou com grandes artistas como Tim Maia, Roupa Nova, José Augusto e Xuxa Meneghel.

Integrantes

Joaquim C. Silva – Vocalista e compositor

Roger Paz – Guitarra eléctrica

Ranieri – Bateria

Robson W. – Baixo

Marcus Costa – Teclados e produção musical

Hebert Neri – Teclados

Felipe Zurc – Teclados

Marta da Costa – Cordas

Os D’Alma na Internet

Facebook: https://www.facebook.com/dalmamusic/

Instagram: https://www.instagram.com/dalma.info.music/

YouTube: https://www.youtube.com/user/dalmachannel2013

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

12 − three =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.