Início Cultura Diretor do Novum Canal fala sobre imparcialidade no jornalismo no ‘Mesa Filosófica’...

Diretor do Novum Canal fala sobre imparcialidade no jornalismo no ‘Mesa Filosófica’ com Fabiano de Abreu

COMPARTILHAR

O jornalismo e as fake news foram tema do programa ‘Mesa Filosófica’ que recebe toda semana personalidades para uma conversa com o filósofo Fabiano de Abreu. O diretor do Novum Canal, Paulo Lopes, foi o entrevistado desta semana.

Fabiano abriu o programa com uma frase filosófica: “A falta de imparcialidade no jornalismo está vinculado a revolta do receptor ao perceber pelo seu cognitivo que está sendo tomado por ignorante”. O intuito era trazer à mesa um debate sobre o jornalismo, a imparcialidade e as fake news.

A partir da frase filosófica, Paulo Lopes expressou que o jornalista ou o órgão de comunicação pode ter um lado, contanto que este seja claramente expresso: “O jornalismo não tem que ser imparcial. No entanto, todos os que estão ligados ao jornalismo devem assumir claramente suas posições. Quem quiser ser parcial deve assumir publicamente se são mais para a esquerda ou mais para a direita. Nós aqui no Novum Canal somos apartidários. Não vamos de encontro a um partido politico ou religião. Agora, independente da linha editorial que colocam na ERC e nas entidades que regularizam a comunicação social é preciso ouvir a todos e desconstruir polémicas, e seja quem for, esse visado será comunicado e vai ter seu direito de resposta assegurado. A linha editorial que tu defines é a que tens de respeitar sempre”.

Fabiano também referiu que em parte os espectadores também anseiam por receber noticias de forma imparcial: “Muitas pessoas esperam uma imparcialidade para que o próprio leitor ou espectador possa formar juízo e opinião”.

Assista ao programa ‘Mesa Filosófica’:

O Novum Canal pode ser assistido pela internet em novumcanal.pt ou pelo canal 38 da Smart TV.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

seventeen − nine =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.