Início Cinfães Amor a camisola move voluntários em Piães e leva equipa ao primeiro...

Amor a camisola move voluntários em Piães e leva equipa ao primeiro lugar do campeonato

Conheça a história da Associação Desportiva de Piães de superação e conquistas e conheça os relatos de como voluntários da aldeia de Piães, em Cinfães, estão a fazer a diferença com uma moblização que baseia-se no amor pela aldeia, pela equipa e pelas pessoas. O presidente Lu

COMPARTILHAR
Equipa da Associação Desportiva de Piães

Em entrevista ao Paivense, o presidente da Associação Desportiva de Piães (A.D. Piães) Luis António Fonseca Pereira , revela a história e trajetória desta equipa que tem destacado-se na região não apenas pelo futebol apresentado, cada dia melhor, mas pelo diferencial de envolver toda a comunidade em que está inserida não apenas na prática desportiva, mas em actos de solidariedade, amor ao próximo, a terra em que vive e gratidão.

Conte-nos um pouco do início da trajetória do Piães

Tudo começou com uma brincadeira, por iniciativa do nosso antigo presidente, Anibal Tiago Leite, que infelizmente veio a falecer em dezembro de 2018. A equipa faz 2 anos em abril deste ano. Nada foi fácil no primeiro ano de vida do Piães. Tivemos que enfrentar muitas barreiras e foi um ano de superação, mas para além de todas as dificuldades, terminamos o primeiro ano em terceiro lugar. Começamos sem patrocínios e apoios, apenas movidos pela visão de nosso antigo presidente e pelo amor a camisola e a nossa terra.

Desde o início, o objectivo maior era de divertir-se, sem pressão por resultados. Um desporto com seriedade mas com descontração. 

Com o falecimento do antigo presidente, fui eleito como novo presidente e tenho estado a ocupar a presidência como voluntário, não recebo ou tiro proventos do Piães, assim como todos os demais.

Apesar do resultado já impressionante para o primeiro ano de actividades, como as coisas sucederam no ano seguinte?

No segundo ano as coisas melhoraram bastante em relação ao início e estamos invictos em casa. Actualmente estamos em primeiro no campeonato.

Quando a equipa começou a formar-se não tínhamos apoios. Hoje já contamos com o apoio da Câmara Municipal de Cinfães e da Junta de Freguesia e diversos patrocinadores. É muito gratificante ver a adesão voluntária de empresas parceiras que ao verem nossa dedicação sentiram-se tocados e hoje caminham junto. Tudo isso, apesar de termos apenas dois anos como equipa desportiva, veio como resultado do trabalho de todos os voluntários envolvidos, da direcção e dos sócios que ajudam a manter o clube.

O presidente do Piães, Luis Pereira

O que hoje a equipa obtém de patrocínios é suficiente para o pleno funcionamento?

 Fazemos o nosso melhor e como todos são voluntários os custos são reduzidos. Os apoios recebidos, no entanto, ainda não são suficientes para custear todas as despesas do clube, embora estejam a ajudar imensamente.

Quais são os objectivos do Piães para o futuro? Quais os próximos passos?

Para além do objetivo principal, de ser campeão e ganhar a taça, queremos ter um campo próprio, uma sede. Sonhamos em ter melhores infraestruturas de Centro de Treinamento (CT), de ter um campo próprio para realizar os nossos jogos e eventos, termos a nossa casa.

O facto de não termos nosso próprio campo limita-nos a quantidade de treinos realizados na semana e algumas outras coisas.

Hoje realizamos nossos jogos em um espaço que nos é cedido, assim como nossas actividades, mas não é nossa casa, não é igual a termos o nosso próprio campo e nossas instalações, que estejam dedicadas exclusivamente para as nossas actividades. Nosso maior sonho é este.

Hoje as camisolas são fornecidas por empresas parceiras, e temos os sócios que contribuem com a equipa, e graças a isso temos avançado.

Qual o segredo do Piães para alcançar tamanho destaque?

O segredo é o amor. Todos que fazem parte da equipa são filhos desta terra que tanto amamos, da nossa aldeia e do concelho de Cinfães. Nosso maior objectivo é tornar conhecida de toda gente a bela aldeia de Piaes, nossos valores, cultura, nossa gente. O amor é muito mais forte que o dinheiro e este é o nosso segredo.

Tenho uma grande paixão por minha terra e muito orgulho de minha origem e este sentimento não é exclusivo meu, mas de todos que compõem a equipa, desde jogadores até técnicos e diretoria.

Não temos bilheteria, não cobramos para que as pessoas possam ver os jogos. Deixamos aberto para contribuição voluntária e não estipulada, e temos visto a generosidade das pessoas nisto.

Obviamente queremos vencer, queremos ter títulos, mas já estamos felizes porque através do desporto estamos a promover maior participação e envolvimento de toda a comunidade local e também promover nossa terra. Eu gostava de poder fazer mais pelo Piães e por nossa aldeia, pois quero retribuir e demonstrar meu amor por esta terra. Espero realmente que eu um dia o possa fazer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 + 9 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.