Início Economia Estão a abrir quatro supermercados por semana em Portugal

Estão a abrir quatro supermercados por semana em Portugal

As cadeias da Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição criaram entre cinco e sete mil postos de trabalho, adiantou Gonçalo Lobo Xavier, diretor-geral da APED. Em 2019, as cadeias de retalho deverão investir mais de 300 milhões.

COMPARTILHAR

No ano passado, nasceram 165 supermercados, valor que sobe para 212 lojas se juntarmos o retalho não alimentar, segundo o Sale Index 2019, da Marktest Consulting. Lisboa foi o distrito com mais aberturas (51 lojas), seguido de Leiria e Setúbal (18 cada) e Évora (15). Porto, Coimbra e Viana do Castelo viram 13 unidades abrir portas no distrito.

Prevê-se que este ritmo “continue a ocorrer pelo menos nos próximos meses”, disse Pedro Pimentel, diretor-geral da Centromarca

“Desde o início do ano, já inaugurámos cinco novas lojas Continente“, diz fonte oficial da cadeia. A mais recente, a Continente Bom Dia, no Centro Comercial Via Catarina. Quantas mais unidades a Sonae MC conta abrir este ano não foi adiantado, mas no prospeto da oferta pública a empresa indicava que, entre 2019 e 2021, previa abrir “cerca de 50-60 lojas Continente Bom Dia, 4-8 lojas Continente Modelo e cerca de 150 lojas de formatos adjacentes”  investir em expansão 260 a 280 milhões de euros.

“Prevemos abrir 10 lojas em Portugal, num investimento a rondar os 2,5 milhões”, diz Mário Pereira Pereira, chief operating officer da Worten Ibéria.

O movimento de expansão também está a ser acompanhado pela concorrente Fnac. “Contamos abrir cinco lojas em 2019“, num investimento de sete milhões, diz José Leite, diretor de desenvolvimento. A primeira foi no shopping Ubbo (ex-DolceVita Tejo).

Abrir cerca de 10 Pingo Doce está nos planos da Jerónimo Martins, que antecipa investir cerca de 120 milhões em Portugal, anunciou o CEO, Pedro Soares dos Santos. O Lidl não adiantou quantas lojas planeia nem quanto vai investir, mas no primeiro trimestre fiscal de 2019 passou a haver uma “nova loja em Boliqueime, Algarve, um investimento aproximado de 8 milhões, outra em Cascais-Tires, em substituição da anterior agora demolida”, diz Pedro Rebocho, administrador de vendas do Lidl.

“Este ano, prevemos abrir cerca de 15 lojas. Estimamos duplicar o investimento realizado em 2018”, revela João Magalhães, administrador do grupo Os Mosqueteiros – cerca de 60 milhões.

“Vamos continuar a apostar no formato de ultraproximidade e iremos abrir mais um hipermercado”, diz Ricardo Fonseca, diretor financeiro da Auchan Retail.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × two =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.