António Cotrim / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Foram mais de seis mil os trabalhadores da Função Pública que se aposentaram nos primeiros sete meses de 2019. Números que reflectem uma subida de 20% relativamente a 2018. O valor médio das reformas também aumentou.

Os dados divulgados pela Direcção-Geral do Orçamento com a síntese da execução orçamental apontam que 6.147 trabalhadores da Função Pública aposentaram-se nos primeiros sete meses do ano, como reporta o Diário de Notícias (DN).

São mais mil trabalhadores relativamente aos que pediram a reforma em 2018, no mesmo período. Está em causa uma subida de 19,5%.

O valor médio das pensões pagas também está a crescer. Quem se aposentou em Junho deste ano vai ganhar mais 125 euros do que um reformado que avançou para a reforma há um ano.

Esta circunstância deve-se às carreiras contributivas mais longas, aos salários mais elevados e à diminuição das reformas antecipadas na Função Pública, como aponta o DN.

A síntese da execução orçamental revela ainda que não houve mudanças relevantes nas cativações, com o Ministério das Finanças a libertar, no primeiro semestre do ano, 70,9 milhões de euros cativados no início de 2019. Os 653 milhões de euros retidos em Janeiro desceram, assim, para 582,1 milhões de euros.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

one × 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.