Início Economia Banif perdeu 984 milhões de euros com notícia da TVI

Banif perdeu 984 milhões de euros com notícia da TVI

COMPARTILHAR

José Sena Goulão / Lusa

O Diretor de Informação da TVI, Sérgio Figueiredo.

A notícia que a TVI divulgou a 13 de Dezembro de 2015, anunciando o fecho do Banif, resultou em perdas de 984 milhões de euros em depósitos, de acordo com o Ministério Público (MP) que acusa o canal de ofensa à reputação económica.

Este dado consta do despacho de acusação do MP e é divulgado pelo Correio da Manhã (CM). Além da TVI, também o director de informação do canal, Sérgio Figueiredo, está acusado de desobediência qualificada e ofensa à reputação.

Em causa está a notícia divulgada pela TVI a 13 de Dezembro de 2015 sobre o alegado encerramento do Banif.

“Na sequência da notícia, a situação de liquidez do Banif degradou-se pela diminuição dos depósitos dos clientes, que caíram 984 milhões” de euros numa semana, refere o despacho de acusação do MP.

A liquidez do Banco também se degradou, caindo dos 183 milhões de euros para apenas 45 milhões dois dias depois da divulgação da notícia.

O MP acusa o canal de se ter precipitado na divulgação da notícia de que o Governo ia avançar com a resolução do Banco “sem assegurar ao Banif a possibilidade de se pronunciar em momento prévio” e sem se “asseverar, com segurança, da fiabilidade das informações que possuía”, como “era o seu dever”.

A acusação também nota que o director de informação do canal “não se opôs a que notícia falsa fosse difundida”, embora estivesse ciente de que “sendo verdadeiro ou falso, tal conteúdo era prejudicial e ofensivo da credibilidade, consideração e prestígio, confiança e reputação” do Banif.

A notícia da TVI terá precipitado o encerramento do Banif, dada a corrida dos clientes do Banco para o levantamento dos seus depósitos.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

nineteen + two =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.