Início Economia Desemprego sobe 52% entre jovens até aos 24 anos

Desemprego sobe 52% entre jovens até aos 24 anos

Rodrigo Antunes / Lusa

O desemprego entre os jovens até aos 24 anos disparou à boleia da pandemia de covid-19, que já fez mais de 1.300 vítimas mortais em Portugal.

De acordo com o Jornal de Notícias, que avança os números na sua edição impressa desta segunda-feira, o número de trabalhadores jovens a recorrer ao subsídio de desemprego aumentou 52% em abril, por comparação com o mesmo mês no ano passado.

Na faixa dos 25 aos 34 anos, a subida foi de 33%, e entre os 35 e os 44 anos houve um aumento de 20%. Já entre os 45 e os 54 anos, o aumento foi de 17%.

Em abril passado, o registo de desempregados em centros de emprego em todo o país tocou um máximo de dois anos, com mais de 392 mil inscritos, observa o matutino.

O número de subsídios de desemprego pagos pela Segurança Social disparou nos últimos dois meses: está agora fixados nos 197.949, mais 17% do que no ano passado.

Números do Instituto do Emprego e Formação Profissional revelados a semana passada davam já conta que o número de desempregados inscritos aumentou 22,1% em abril, em comparação com o período homólogo.

“Para o aumento do desemprego registado, face ao mês homólogo de 2019, contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para as mulheres, os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos, os inscritos há menos de um ano, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o secundário”.

A nível regional, segundo o IEFP, no mês de abril, o desemprego registado aumentou na generalidade das regiões, com exceção da Região Autónoma dos Açores.

Dos aumentos homólogos o mais pronunciado deu-se na região do Algarve (com mais 123,9% de desempregados). Nos Açores, por seu turno, o número de desempregados inscritos recuou 6,2%, sendo a única região do país a verificar uma descida.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

seventeen + thirteen =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.