Nuno Fox / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O Produto Interno Bruto (PIB) português caiu 2,4% no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período de 2019, devido aos efeitos económicos da pandemia de covid-19, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

“O Produto Interno Bruto (PIB), em termos homólogos, diminuiu 2,4% em volume no 1.º trimestre de 2020, após o aumento de 2,2% no trimestre anterior”, pode ler-se numa estimativa rápida esta sexta-feira divulgada pelo INE.

“A contração da atividade económica reflete o impacto da pandemia covid-19 que já se fez sentir significativamente no último mês do trimestre”, acrescenta.

De acordo com o jornal Eco, a contração da 2,4% da economia portuguesa, em termos homólogos, no primeiro trimestre, foi a sexta maior da União Europeia (UE), de acordo com os dados do Eurostat divulgados esta sexta-feira que já incluem o número divulgado também pelo Instituto Nacional de Estatística.

Já relativamente ao último trimestre de 2019, a recessão foi de 3,9%, depois de um aumento de 0,7% em cadeia face ao terceiro trimestre de 2019.

Em média, a economia da Zona Euro recuou, no primeiro trimestre do ano, 3,2% em termos homólogos e 3,8% em cadeia, as maiores quebras desde 1995 e 2009, respetivamente, segundo uma estimativa hoje divulgada pelo Eurostat.

Na UE, o PIB diminuiu 2,6% na comparação homóloga e 3,3% na comparação com o quarto trimestre de 2019, sublinhando o gabinete estatístico europeu que as medidas de confinamento devido à pandemia da covid-19 começaram a ser largamente aplicadas em março, pelos Estados-membros.

Os dados divulgados esta sexta-feira pelo Eurostat mostram ainda que Alemanha, França e Itália entraram já em recessão técnica. As três maiores economias europeias registaram dois trimestres consecutivos de contração económica.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

9 − 6 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.