José Sena Goulão / Lusa

O novo apoio de lay-off que a Segurança Social vai pagar para compensar os trabalhadores por causa dos cortes salariais poderá chegar a mais pessoas. O acesso ao complemento vai depender do salário base.

A Segurança Social vai pagar um subsídio diretamente em julho aos trabalhadores que tiveram cortes salariais por causa do lay-off. De acordo com o Jornal de Negócios, este apoio vai chegar a quem tenha um salário-base bruto de até 1.270 euros – e não um vencimento total até esse valor.

O primeiro-ministro e a ministra do Trabalho têm-se referido genericamente ao limite máximo de 1.270 euros no “rendimento” ou na “retribuição”, o que apontaria para um critério mais apertado. Assim, segundo apurou o Negócios, podem ser abrangidos trabalhadores que pensavam que não teriam direito.

“O valor a pagar em julho será de 100 a 351 euros, em função do valor da quebra de retribuição dos trabalhadores, sendo considerado o mês em que houve maior quebra de retribuição”, confirmou fonte do Governo ao Negócios.

O apoio só será atribuído a quem tivesse um salário base desse valor – mínimo de 635 euros e máximo de 1.270 euros – no mês de fevereiro e um corte por causa do lay-off entre abril e junho.

De acordo com a ministra do Trabalho, há 850 mil trabalhadores envolvidos em processos de lay-off aprovado. A ministra sublinhou “a importância de os trabalhadores terem todos os seus elementos atualizados na Segurança Social Direta para que isto possa acontecer da melhor forma”.

Na quinta-feira, o Governo aprovou a prorrogação por um mês do lay-off simplificado, até final de julho e novos apoios à retoma da atividade que estarão em vigor a partir de agosto e até ao final do ano.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.