Castelo de Paiva é mais do que somente a terra do vinho verde. O concelho está a receber a cada dia novas pessoas que vêm de diferentes partes do país e até mesmo de outros países para viver, empreender e fazer de Paiva o seu lugar no mundo.

Hoje entrevistamos a empresária e especialista em estética Joana Branco, que há aproximadamente dois anos mudou-se para Castelo de Paiva, vinda de Penafiel, a apostar no concelho para ser a base de suas operações como centro de beleza e estética em todo o Tâmega e Sousa. Uma Paivense de coração, Joana tem uma perspetiva de crescimento empresarial em Paiva e afirma que é possível empreender nesta terra, mesmo em actividades diferentes das que tradicionalmente são associadas ao concelho.

Confira a entrevista:

Jornal Paivense: De modo a introduzir a Joana Branco aos nossos leitores, fale um pouco sobre a sua trajetória de vida e como profissional na estética.

Joana Branco: Sempre estive ligada à parte de beleza e estética. Trabalhava com a minha mãe no salão de beleza a ajudá-la desde os meus 14 anos de idade. Sou filha de cabeleireira e ali comecei a me apaixonar por esta área. Embora eu tenha feito a minha primeira formação profissional em segurança do trabalho, sempre tive aquele gostinho pela estética.

Trabalhei por três anos na fiscalização preventiva, relacionado à segurança do trabalho, mas durante todo este período estive também a investir em formações de estética e a trabalhar nisto aos fins de semana, a adquirir experiência. Então, ao final de 2009, decidi que eu realmente não queria trabalhar mais em outra profissão que não estivesse relacionada à beleza e estética. Então em 2010 abri meu primeiro espaço, que era o Ateliê de Estética Joana Branco e fiz uma série de formações mais específicas para o tratamento do corpo, que se tornou a minha especialidade, pela qual tenho sido mais reconhecida, que são os tratamentos de gorduras localizadas, celulites, estrias e para o emagrecimento.

Jornal Paivense: O mercado da estética e beleza está sempre a mudar e a trazer novidades em tecnologia e técnicas. Como é o seu processo de actualização como profissional?

Joana Branco: Estou sempre a estudar e aprender. Desde 2010 até então não parei de investir em formações diversas em estética e beleza. Hoje também dou formação em empresas de produtos de cosmética que me procuram.

Hoje procuro transcender o papel do que seria suposto uma esteticista ter e ir muito mais além. As pessoas confiam no meu trabalho hoje também graças ao meu histórico profissional, aos inúmeros tratamentos realizados sem quaisquer complicações e, principalmente agora em tempos em que enfrentamos esta emergência sanitária que é a pandemia da covid-19, faz diferença as formações que tenho em segurança do trabalho e toda a atenção redobrada com a higiene. Por isso sigo atenta às actualizações nestas áreas também, para além da estética.

Jornal Paivense: Como vês o mercado da estética em Portugal? Qual a sua perceção sobre esta área no país?

Joana Branco: Vejo que hoje é um mercado extremamente promissor e com muito ainda a crescer cá em Portugal, em especial na nossa região do Tâmega e Sousa. Contudo, há alguns anos atrás a estética passou por uma fase muito crítica muito grande devido a um processo de banalização que infelizmente essa área de atuação passou diante da opinião popular, onde muitos limitavam-na à manicure e nail designer. Eu já trabalhei como manicure com a minha mãe, mas a estética não se resume a isto e não faz parte hoje do que eu ofereço como esteticista no meu espaço. O facto é que a estética pode oferecer muito mais e realmente ser um factor de mudança total de vida para muitas pessoas.

No entanto, como já venho fazendo formações há muitos anos, hoje acabo por ter um conjunto de habilitações mais técnicas no que respeita a estética avançada e dermoestética.

Jornal Paivense: Qual o seu objectivo como profissional e até onde se estende o seu comprometimento com os resultados em cada paciente?

Joana Branco: O meu objectivo é transformar totalmente o corpo dos meus pacientes, que confiam no meu trabalho. Eu acredito totalmente no que faço e tenho o foco em resultados que mudem a vida das pessoas. Eu não faço nenhum tratamento ou trabalho se eu achar que não será possível atingir o resultado prometido. Não faço promessas que não se possam cumprir. Até mesmo já recusei trabalhos porque vi que o paciente tinha expectativas irreais ou não estava comprometido o suficiente com o tratamento para fazer dar certo. Não me interessa ficar com dinheiro daquela pessoa sem resultados, eu não vou me sentir feliz com aquilo e ainda afecta minha credibilidade e nome no mercado como profissional.

É muito bom quando as amigas e familiares daquela pessoa que procura os meus serviços acabam por entrar em contacto comigo e perguntam: ‘o que é que tu fazes? qual o segredo?’. É gratificante.

Jornal Paivense: Todo o seu trabalho com a estética é voltada apenas para mulheres?

Joana Branco: Não. Tenho percebido que ultimamente a procura pelos meus serviços em especial de massoterapia e redução de gorduras localizadas tem sido muito procurado também por homens. O público masculino está mais preocupado com a aparência ultimamente. Atendo a homens e mulheres.

Jornal Paivense: É mais comum vermos uma demanda por clínicas de estética em grandes centros urbanos como Porto e Lisboa e algumas cidades de médio a grande porte como Penafiel, Maia, Paços de Ferreira, etc. Por que decidiu investir em Castelo de Paiva, que tradicionalmente é um concelho conhecido por outras actividades profissionais?

Csstelo de Paiva é o concelho que me acolheu e que eu me sinto como estar em casa. Sou uma Paivense de coração e amo esta terra. Vivo cá com os meus filhos e sinto uma grande acolhida por parte das pessoas. Eu acredito em Castelo de Paiva como uma terra de oportunidades e tenho investido cá porque vejo o grande potencial desta terra. Hoje atendo no meu espaço não apenas pessoas que residem cá em Paiva, mas que vêm de Penafiel, Paços de Ferreira, Porto, Maia, Coimbra e até mesmo de Lisboa.

Acredito que isto se deve aos resultados que o meu método, que é exclusivo, apresenta. Eu partilho nas minhas redes sociais fotos de antes e depois sem filtros, sem Photoshop, sem truques. Meus pacientes tiram fotos em pé, na vertical, com a câmera na angulação frontal, sem esconder nada com fotos em ângulos que favoreçam uma ilusão de ótica, um falso emagrecimento. São resultados reais, de pessoas reais, que divulgam o meu trabalho por estarem plenamente satisfeitas com a transformação que obtiveram.

Vejo tudo isto de forma positiva, de poder de algum modo, divulgar o concelho, que merece ser visitado e conhecido pelas suas belezas naturais, pelo bom vinho e pela boa gente que vive cá, mas que muitos ainda não ouviram falar, em especial mais para o sul do país.

Há qualidade de vida, tranquilidade e oportunidades em Paiva. Contudo, se já tivéssemos pronto o IC35 e outras acessibilidades como a Variante à EN222 seria muito mais fácil trazer clientela de outros concelhos. Vejo que isto tem sido uma reivindicação da população e da Câmara Municipal por muitos anos e espero que o Governo um dia atenda a tudo isto, possibilitando expandirmos ainda mais.

Jornal Paivense: Quais são as aspirações que tens para o futuro no que respeita ao teu trabalho?

Joana Branco: Quero seguir a evoluir na estética e agregar novas formações. Pretendo ir ao Brasil fazer uma formação em 2021, que é o segundo maior mercado de estética global, atrás apenas dos Estados Unidos. Hoje muitas das técnicas que minhas clientes procuram têm inspiração em procedimentos que vieram de lá. Parte do meu conhecimento e do conteúdo de estética disponível hoje em Portugal está à volta do Brasil. Este é um dos meus próximos passos, para além de continuar a fazer investimentos em Castelo de Paiva, que é a minha base, e atender esporadicamente com marcação em outros concelhos do Grande Porto e região do Tâmega e Sousa.

Há muitas pessoas que me procuram e que por alguma razão não podem vir a Paiva e consultam se há a possibilidade de eu ir até onde estão. Pretendo ampliar este trabalho brevemente. O que todas dizem é que procuram a mim por acreditarem no meu método e na minha trajetória como profissional.

Jornal Paivense: Existe algum tipo de tratamento que você não oferece no seu espaço por convicção pessoal? Qual?

Joana Branco: Sim. Somente ofereço aos pacientes tratamentos que sejam totalmente certificados e que não ofereçam riscos à saude das pessoas. A criolipólise, por exemplo, que consiste em congelar gorduras localizadas, é algo que ainda precisa de melhor desenvolvimento ao meu ver e que oferece muitos riscos, por isso não trabalho com este tratamento.

Trabalho com lipocavitação, radioterapia e pantalas trazidas do Brasil que são extremamente eficazes contra a celulite. Inclusive em toda a região não há quem trabalhe com pantalas. Todos estes são tratamentos seguros, certificados, nos quais tenho extensa formação e que resultam.

Jornal Paivense: Quais são os tratamentos mais procurados? Podes citar pelo menos os três mais requisitados?

Joana Branco: Celulites e gordura localizadas, tratamentos para o rosto, em especial para reduzir rugas e manchas e depilação à laser.

Abdômen e flancos na parte de gordura localizada são os tratamentos que há mais procura. Mas também há grande procura pela depilação. Eu cuido de todos estes procedimentos pessoalmente, sou eu mesma que faço e isto faz para mim faz toda a diferença. Eu faço questão de cuidar pessoalmente de cada cliente, de cada paciente que procura o meu gabinete.

Jornal Paivense: Quais as principais inovações que a estética pode oferecer na actualidade através de novas técnicas e tecnologias?

Joana Branco: A harmonização facial é das maiores inovações e está a ter um boom imenso, tanto que até mesmo dentistas estão a oferecer este tratamento. Eu sou habilitada a oferecer este tratamento devido às minhas formações e isto é importante, pois o mesmo envolve material de biopreenchimento e agulhas específicas que demandam realmente atenção à segurança e higiene, para além de experiência profissional e formação.

Outro tratamento que está em alta é a dermapen, que é utilizada para regenerar a pele e tem acção múltipla: serve para tratar rugas ou linhas de expressão da pele, calvície, estrias brancas, vermelhas e roxas, flacidez cutânea, remover cicatrizes de acne ou outras cicatrizes, promover o rejuvenescimento da pele e a renovação celular e disfarçar manchas, através de uma estimulação natural feita com microagulhas. É uma revolução tecnológica e que além de mim poucas profissionais oferecem este tratamento na região.

O BB Glow é mais uma destas grandes inovações, que é a nova técnica coreana que deixa a pele com mais brilho e estimula a produção de colágeno. O BB Glow pode ser feito em todas as idades e promete uma pele sem manchas, com tom uniforme, mais radiante e com a aparência dos poros bem melhorada. O procedimento não é invasivo e é uma técnica coreana que agora chega a Portugal como uma revolução para a pele, sendo usado até mesmo por celebridades conhecidas em todo o mundo como a Kim Kardashian. Apesar de ser um sucesso mundo afora, em Portugal é raríssimo de encontrar. Eu fui das primeiras em Portugal a fazer formações nesta área e oferecer aos meus pacientes.

Conheça mais sobre o trabalho desta profissional em Castelo de Paiva através das redes sociais

Instagram: https://www.instagram.com/clinicajoanabranco/

Facebook: https://www.facebook.com/clinicaesteticajoanabranco/

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

one × five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.