O Governo entregou o último cheque para as empresas comprarem carros elétricos. Sobram 200 para particulares.

De acordo com os dados do Fundo Ambiental, os cheques de incentivo à compra de veículos elétricos já esgotaram para as empresas, tendo sido atingido o limite máximo de 300 vales, o que corresponde a 600 mil euros.

Sobram ainda alguns cheques dos 700 que deverão ser atribuídos aos particulares, sendo que até ao momento foram aceites 500 candidaturas.

O ECO dá conta de que o número de cheques se revela insuficiente face ao número de candidaturas apresentadas. No dia em que o último cheque foi passado, contavam-se 814 pedidos de acesso a este incentivo que, neste caso, ascende a um valor de 2.000 euros (estando limitado a quatro por cada empresa).

A procura pelo apoio à compra de veículos “amigos do ambiente” superou em 2,7 vezes o total disponibilizado pelo Governo no caso dos automóveis ligeiros de passageiros.

No caso dos cheques para a aquisição de veículos ligeiros de mercadorias que sejam elétricos, ainda há muitos para serem reclamados, tanto pelas empresas como pelos particulares. Dos 300 apoios de 3.000 euros disponíveis, foram solicitados apenas 34 e entregues 23.

A pandemia de covid-19 abrandou os pedidos submetidos no site do Fundo Ambiental. Em março, as vendas de carros elétricos cresceram, chegando perto das mil unidades, mas em abril e maio as vendas afundaram.

Quanto aos cheques de incentivo à compra de bicicletas, motociclos, ciclomotores elétricos e bicicletas de carga foram atribuídos 518 cheques, dos mil que foram anunciados.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

nineteen − nine =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.