Início Economia Starbucks e Coca-Cola suspendem publicidade em todas as redes sociais

Starbucks e Coca-Cola suspendem publicidade em todas as redes sociais

A Starbucks anunciou que suspenderá as suas campanhas publicitárias em todas as redes sociais, incluindo o Facebook, Instagram e Twitter.

Em comunicado citado pelo Business Insider, a maior cadeia de cafetarias do mundo refere que é “contra o discurso de ódio” e é da opinião de que “os líderes empresariais e os criadores de políticas devem unir-se para alcançar mudanças reais.

“Vamos fazer uma pausa no que respeita à publicidade em todas as plataformas de redes sociais, enquanto continuaremos as discussões internas com os nosso parceiros de redes sociais e organizações de direitos civis, num esforço para impedir a disseminação do discurso de ódio”, pode ler-se na mesma nota de imprensa.

Em declarações ao portal USA Today, a Starbucks esclareceu que a decisão não faz parte do boicote oficial #StopHateForProfit, organizado por grupos de direitos civis para condenar a inação do Facebook no que respeita à eliminação do discurso de ódio.

A Starbucks, que no ano fiscal de 2019 gastou 246 milhões de dólares em publicidade, continuará com outras campanhas em meios digitais, mas recusou-se a avançar com uma data para voltar a publicitar nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest.

Na sexta-feira, a Coca-Cola anunciou que também vai interromper as suas campanhas publicitárias em todas as redes sociais pelo menos durate 30 dias.

Em comunicado, a empresa explica que a suspensão vigorará durante 30 dias, enquanto avalia a sua estratégia durante a ondas de críticas às redes sociais e ao “conteúdo racista” que continua nestas plataformas sem a intervenção das gigantes tecnológicas.

“Não há lugar para o racismo no mundo e não há lugar para o racismo nas redes sociais. A Coca-Cola Company fará uma pausa na publicidade paga em todas as plataformas de redes sociais em todo o mundo pelo menos durante 30 dias”, disse James Quincey, executivo-chefe da empresa, citado na nota de imprensa.

Neste período de tempo, a Coca-Cola vai avaliar as suas políticas de publicidade para determinar se são necessárias mudanças, pendido ainda às plataformas das redes sociais que permitam mais transferência na sua utilização.

Também a Unilever, dona de marcas como Dove, Ben & Jerry’s e Hellmann’s, anunciou tambem nesta sexta-feira que deixará ter os seus anúncios no Facebook, Instagram e Twitter nos Estados Unidos até o final deste ano.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

fourteen + 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.