Fonte oficial da Cofina disse à agência Lusa que o grupo mantém o interesse na compra da maioria do capital da Media Capital e considera que a Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC) “é insuscetível de influências”.

Esta quarta-feira, a Media Capital considerou que a Cofina “consegue instrumentalizar” a Entidade Reguladora da Comunicação Social, “atingindo o objetivo de lançar sobre a Media Capital suspeitas de irregularidades”.

Em resposta a esta acusação, fonte oficial da dona do Correio da Manhã relembrou que, “nos termos da Lei, a ERC é uma entidade independente por natureza, dotada de amplos poderes de atuação oficiosa (sem necessidade de qualquer impulso de terceiros), e insuscetível de influências no exercício das respetivas competências e atribuições, cujo progresso e eventual desfecho estarão sempre na exclusiva esfera desta.”

A mesma fonte referiu que a Cofina “mantém o seu interesse na aquisição da maioria do capital da Media Capital pelo que não se compreendem as acusações de que queira, de alguma forma, desvalorizar a companhia”, apontando que a empresa “está segura de que tem cumprido todos os passos regulamentares exigidos pela lei”.

Na última sexta-feira, a ERC comunicou que está a analisar as mudanças na estrutura acionista da TVI, no âmbito do artigo 72.º da Lei da Televisão e dos Serviços Audiovisuais a Pedido, que respeita à atividade ilegal de televisão.

Acrescentou ainda que, “em análise, está a eventual alteração não autorizada de domínio, que envolve responsabilidade contraordenacional e pode dar origem à suspensão de licença ou responsabilidade criminal“.

Segundo o semanário Expresso, em causa estarão as alterações na composição do conselho de administração da dona da TVI, atendendo a que Manuel Alves Monteiro assumiu a presidência do grupo.

O gestor é administrador da Mystic Invest, empresa de Mário Ferreira, empresário que, em maio, comprou 30,22% da Media Capital e que tinha estado envolvido na tentativa falhada de compra da Media Capital pela Cofina. Esta ligação estará na origem das suspeitas da ERC.


Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

twenty + 12 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.