José Sena Goulão / Lusa

A Galp perdeu 60 milhões de euros em negócios não autorizados com licenças de CO2. A petrolífera já avançou com ações disciplinares e uma auditoria.

A Galp informou que foram identificadas transações, não autorizadas pela empresa, de derivados sobre licenças de emissão de CO2 que resultaram numa perda de 60 milhões de euros. O anúncio foi feito em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta terça-feira.

“Foram identificadas transações não autorizadas pela empresa de derivados sobre licenças de emissão de CO2 que resultaram numa perda de cerca de 60 milhões de euros”, lê-se no comunicado da petrolífera.

“Esta situação encontra-se integralmente superada, tendo a empresa encerrado a totalidade das posições e tomado medidas adequadas no plano interno, incluindo ações disciplinares e de auditoria, e no domínio do reforço dos controlos operacionais, com vista a precaver a ocorrência de eventos idênticos no futuro”, acrescenta a Galp.

Apesar da perda significativa, a Galp garante que não há alterações à “posição de caixa” divulgada no dia 13 de julho. O Expresso escreve que, na segunda-feira, a Galp havia revelado que detinha no final de junho disponibilidades de caixa de 1,7 mil milhões de euros, a que acrescem 1,3 mil milhões em linhas de crédito não usadas.

Segundo o Jornal Económico, na sua área de trading, a Galp compra e vende petróleo e gás natural, mas também derivados de licenças de carbono, ou contratos de eletricidade.

A empresa apresentará os resultados do primeiro semestre a 27 de julho.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

16 − 4 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.