Maarten Visser / Wikimedia

Avião Airbus A380 da Lufthansa

Esta terça-feira, a Lufthansa anunciou novas medidas do seu plano de reestruturação que incluem uma redução de mil postos de trabalho nos serviços administrativos.

A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou, esta terça-feira, que irá reduzir o número de novas aeronaves que tinha previsto adquirir até ao fim de 2023 e vai eliminar mil postos de trabalho nos serviços administrativos.

De acordo com o Jornal de Negócios, o conselho de administração da empresa propôs a aquisição de, no máximo, 80 aeronaves até 2023, o que corresponde a metade do número que estava planeado antes do início da pandemia.

No entanto, a resolução não especifica o tipo de aeronaves que serão contempladas com os cortes. Entre os quase 200 aparelhos que estavam encomendados, contam-se 61 Airbus A320neos, 35 A321neos, 27 A350-900s, 20 Boeing 777-9s e 20 787-9s.

As medidas anunciadas esta terça-feira inscrevem-se num plano de redução da força de trabalho de 22 mil empregos num universo de cerca de 138 mil trabalhadores em todo o mundo. Além da redução dos mil postos de trabalho nos serviços administrativos, a Lufthansa vai proceder a uma redução de 20% nos cargos de direção.

O grupo Lufthansa descreve estes cortes como “reduções sustentáveis” tendo em conta os encargos que terá de suportar para pagar os empréstimos governamentais que estão a ajudar à estabilização durante a pandemia.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − fifteen =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.