O preço das rendas das casas em Lisboa continuaram a baixar no segundo trimestre de 2020, com os valores a desceram 6,9%. Já no Porto as rendas mantiveram-se estáveis nesse período, apresentando uma variação de 0,4% face ao trimestre anterior.

“Em termos homólogos, o mercado do Porto continuou a registar uma variação ainda expressiva tendo em conta o atual contexto, com uma subida de 6,5% face a igual período do ano passado”, revela o Índice de Rendas Residenciais (IRR), da Confidencial Imobiliário.

Ao Expresso, o diretor da Confidencial Imobiliário, Ricardo Guimarães, indicou na terça-feira que a cidade nortenha “tem uma trajetória de valorização atrasada, em média, um ano, relativamente a Lisboa. Apresentava um ciclo de forte valorização, quando Lisboa já estava numa trajetória de desaceleração”.

Arrendar no Porto (10,7 euros por m2) fica 70% mais barato do que em Lisboa (15,2 euros por m2). Comprar casas no no Porto (2.590 euros m2) fica 59% mais barato do que em Lisboa (4.396 euros m2).

Segundo o IRR, em Lisboa, registou-se no segundo trimestre deste ano a maior quebra de preços dos últimos dez anos. “Os resultados estavam dentro da minha expectativa”, referiu Ricardo Guimarães.

“A primeira reação do mercado seria sempre através da redução das rendas. Há dois efeitos em simultâneo que contribuem para esta quebra: imóveis que estavam à venda e que os proprietários preferem agora apostar no mercado de arrendamento , e um efeito da forte quebra do Alojamento Local (AL), que promoveu também um aumento da oferta disponível. O arrendamento é o refúgio do mercado de compra e venda, e do AL”, concluiu.


Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − seven =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.