Esta é a primeira vez, desde 2013, que se regista uma quebra trimestral homóloga nas rendas habitacionais em Lisboa.

As rendas de habitação em Lisboa desceram 1,8% em termos homólogos no primeiro trimestre de 2020 pela primeira vez em seis anos. Esta é a última variação negativa encontrada no quarto trimestre de 2013 (menos 1,7%).

Os dados da Confidencial Imobiliário, citados pelo Público, revelam ainda que Lisboa tem vindo a perder ritmo desde finais de 2017, passando de uma subida homóloga em torno dos 19% então registada, para cerca de 12% no final de 2018 e para 1,4%, no final de 2019.

No primeiro trimestre deste ano, as rendas na capital desceram 2,3%, invertendo a subida de 1,8% registada no quarto trimestre de 2019.

No Porto, as rendas continuaram estáveis no primeiro trimestre do ano, registando uma variação trimestral residual de 0,4%, igualmente em travagem face aos 3,1% que tinham crescido no trimestre anterior.

A Norte, as rendas também têm mostrado uma tendência de abrandamento em 2019 face a anos anteriores. Em termos homólogos, registou-se uma subida das rendas de 7,9%, mantendo-se no nível dos últimos três trimestres.

Em todo o território de Portugal continental, as rendas residenciais apresentaram uma subida trimestral de 2,9% no primeiro trimestre de 2020, mantendo o ritmo de crescimento verificado no último ano.

A nível homólogos, a subida das rendas foi de 8,2%, em linha com o observado nos dois trimestres anteriores, mas dando sinais de abrandamento face ao padrão de subidas verificado em 2018 e parte de 2019, acima dos 10%.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

one × five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.