Miguel A. Lopes / Lusa

O ministro das Finanças, João Leão

A dívida pública fixou-se em 259,8 mil milhões de euros em junho, menos 4,6 mil milhões de euros do que em maio e mais 8317 milhões de euros face a junho de 2019, segundo o Banco de Portugal (BdP).

De acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal, para a redução da dívida pública, na óptica de Maastricht (a que conta para Bruxelas), face a maio “contribuíram essencialmente as amortizações de títulos [de dívida pública] no valor de 4,4 mil milhões de euros”.

Já os ativos em depósitos das administrações públicas desceram 8,2 mil milhões de euros, pelo que a dívida pública líquida de depósitos aumentou 3,6 mil milhões de euros em Junho, em relação ao mês anterior, para 242,8 mil milhões de euros.

Comparando com o mesmo mês de 2019, a dívida pública aumentou 8317 milhões de euros.

Na última sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE) também divulgou que o Produto Interno Bruto (PIB) português caiu 16,5% no segundo trimestre do ano face ao mesmo período de 2019, uma queda histórica.

No trimestre em que se registou a maior queda de sempre do PIB português em termos homólogos face ao ano anterior, a queda em cadeia – relativamente ao primeiro trimestre do ano – foi de 14,1%, adiantou também o Instituto Nacional de Estatística.

A Comissão Europeia prevê que a economia portuguesa recue 9,8% do PIB em 2020, uma contração muito acima da anterior projeção de 6,8% e da estimada pelo Governo, de 6,9%.


Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

seven − five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.