José Sena Goulão / Lusa

A despesa com salários dos funcionários públicos e pensões de reforma vai disparar cerca de 868 milhões de euros no próximo ano.

No final do mês de agosto, o Governo enviou ao Parlamento o impacto das políticas invariantes e o documento revela que mais de metade do montante diz respeito a encargos com pensões, no valor de 457,1 milhões de euros.

O Executivo de António Costa prevê que o Orçamento do Estado para 2021 já tem garantido um crescimento total na despesa de cerca de 1,96 mil milhões de euros, avança o Correio da Manhã.

A Função Pública conta com um universo de 700 mil funcionários. Assim sendo, a despesa com pessoal no Estado terá um crescimento de 410,8 milhões de euros e, deste valor, 231 milhões de euros dizem respeito a progressões e promoções na Função Pública.

O Governo tinha assumido o compromisso de dar um aumento salarial de 1% à Função Pública já no próximo ano, mas, na sequência da crise desencadeada pela pandemia de covid-19, a promessa não poderá ser comprida.

Ainda de acordo com o documento, citado pelo diário, o aumento das despesas com pessoal, em 2021, “inclui todas as pressões relacionadas com medidas anteriormente aprovadas, designadamente promoções e progressões”, enquanto que o crescimento dos encargos com pensões resulta do aumento da pensão média e entrada e saída de pensionistas.


Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

sixteen − fifteen =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.