Logo paivense
Logo paivense

Foi há um ano que se detetou o primeiro caso da covid-19 em Portugal

A pandemia da Covid-19 completa um ano em Portugal nesta terça-feira, 2 de março. O país vive no momento a terceira onda de contaminações e segue em lockdown para evitar o colapso no sistema hospitalar.

Foi no dia 2 de março de 2020 que o governo confirmou o primeiro caso, que era de um homem de 60 anos que esteve em férias no norte da Itália. De lá para cá, o país registrou 16.317 mortes e 804.562 infecções.

No período da primeira, o país chegou a ser elogiado por seus indicadores reduzidos, além de ter tido poucas centenas de infecções por dia e menos de 40 mortes diárias. Algum tempo depois, durante a segunda onda, os números aumentaram. Mais de 6 mil contágios por dia chegaram a ser registrados, enquanto o pisco de mortes foi de 98. Agora, na fase atual, já foram registrados 300 mortes por dia, e mais de 16 mil contaminações em 24 horas.

Para conter o avanço do vírus, o governo decretou lockdown em 15 de fevereiro, e este bloqueio deve ser mantido ainda até o dia 16 de março. No momento, as fronteiras terrestres estão restritas com a Espanha e só podem atravessar de lado para outro as transportadoras ou trabalhadores transfronteiriços.As medidas restritivas também estão relacionadas ao setor aéreo. Só estão autorizados voos de e para países que compõem a União Europeia ou as nações que são associadas ao Espaço Schengen. Países que não se enquadram nestas categorias só tem voos permitidos se forem em caso de viagens essenciais.

Ainda nesta primeira quinzena, o governo espera apresentar um plano de reabertura sobre o qual ainda não se sabe os detalhes. Atualmente no país há 2.165 pacientes hospitalizados com Covid, dos quais 484 estão em terapia intensiva.