Logo paivense
Logo paivense

Foi revelada a última filmagem conhecida de um lobo-da-tasmânia

Smithsonian Institution / Wikimedia

Lobo-da-tasmânia (Thylacinus cynocephalus)

85 anos depois, foram tornadas públicas novas imagens do último lobo-da-tasmânia, espécie que se pensa estar extinta desde 1936.

O Arquivo Nacional de Filme e Som da Austrália (NFSA) publicou, esta semana, aquela que se pensa ser a última filmagem conhecida de um lobo-da-tasmânia, também conhecido noutras línguas como tigre-da-tasmânia, avança o site IFLScience.

Pensa-se que este marsupial – Thylacinus cynocephalus – tenha sido extinto em 1936, quando Benjamin, o último membro confirmado da espécie, morreu em cativeiro no Jardim Zoológico de Hobart.

São poucas as filmagens que existem deste animal, sabendo-se que todas foram registadas neste jardim zoológico na Tasmânia e no Zoo de Londres, no Reino Unido. A filmagem revelada pela NFSA foi encontrada no filme de viagem Tasmania the Wonderland” e agora encontra-se preservada digitalmente em 4K.

De acordo com o mesmo site, o momento foi registado no Jardim Zoológico de Hobart, em março de 1935. Mais de um ano depois, no dia 7 de setembro de 1936, Benjamin morreu e declarou-se a extinção da espécie, embora nem todos os cientistas concordem com isso.

Em setembro de 2019, por exemplo, o Departamento de Indústrias Primárias, Parques, Água e Ambiente da Tasmânia divulgou um documento de oito avistamentos possíveis do animal, mas não verificados, nos três anos anteriores.